Violência só cresce em Roraima

Violência contra a mulher Pelo segundo ano consecutivo, Roraima atingiu uma das maiores posições em índices de violência contra a mulher. O estado registrou a 2ª maior taxa do país em casos de estupros de mulheres e meninas no primeiro semestre desse ano, conforme o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Em julho, esta redação também […]

Violência só cresce em Roraima
Violência contra a mulher – Foto: Divulgação

Violência contra a mulher

Pelo segundo ano consecutivo, Roraima atingiu uma das maiores posições em índices de violência contra a mulher. O estado registrou a 2ª maior taxa do país em casos de estupros de mulheres e meninas no primeiro semestre desse ano, conforme o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Em julho, esta redação também divulgou dados referentes a taxas de homicídios. Roraima teve a taxa de 8,3 homicídios de mulheres para cada 100 mil habitantes em 2021. Além disso, o documento apontava que estado teve a segunda maior taxa de violência doméstica e quase dobrou o número de estupros de vulneráveis em comparação a 2020.

Segurança pública

Não só em violência contra a mulher que Roraima é “””Referência”””. O estado ficou na última posição na classificação dos Estados em registros estatísticos de mortes violentas no país em 2021. O anuário avaliou os dados fornecidos pelas Secretarias de Segurança Pública ou de Defesa Social de todos os estados brasileiros. Dessa forma, Roraima ficou em 27º lugar na qualidade estimada dos registros estatísticos oficiais de Mortes Violentas Intencionais.

Falta de ambulâncias

Foi divulgado nas redes sociais um vídeo onde uma moradora de Rorainópolis solicita o comparecimento de uma ambulância ao município. No entanto, o atendente afirma que não há unidades que possam se deslocar para o local. A mulher, obviamente, ficou indignada com a situação. Por isso, disparou a filmagem nas redes sociais para denunciar o caso. Ou melhor, descaso.

“Propaganda enganosa”

Aparentemente, a Saúde em Rorainópolis não é prioridade para o Estado. Em outubro o Governo de Roraima fez uma publicação onde afirmava ter zerado a fila de cirurgias eletivas no município. À época, o Estado disse que realizou 1.452 cirurgias no Hospital Regional Sul Ottomar de Sousa Pinto de janeiro a setembro. Contudo, várias pessoas se manifestaram. Vanderson Alves, por exemplo, escreveu que ainda aguardava para realizar seu procedimento. Do mesmo modo, outra internauta lamentou porque a sua mãe, conforme ela, já estava há quatro anos na fila. Ou seja, só propaganda enganosa.

Interferência

Agora falando de Educação. Um grupo de professores que fazem parte do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Roraima (Sinter) estão acusando o governador Antonio Denarium (PP) de interferir no resultado das eleições para a escolha da presidência do sindicato. Um documento enviado ao governador no dia 24 de novembro e assinado por Josefa Matos, em caráter de urgência, pedia que Denarium assinasse o Abono Pro Funcionário e ainda a Minuta de qualificação dos técnicos educacionais que foram enquadrados no Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração da Educação Básica (PCCRDEB) da educação. Do mesmo modo, o mesmo documento ainda pedia que o governador assinasse a minuta de reconhecimento do Leducar, além de que ele anunciasse o valor do abono pecuniário. Assim, no dia 2 de deste mês, o governador assinou o decreto que regulamenta o abono pecuniário.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x