Por falta de sistema, pacientes com câncer ficam sem atendimento na Unacon, diz denúncia

Conforme relatos, problema com o sistema de dados é antigo. Mulher que trata câncer de mama e tinha consulta marcada desde dezembro do ano passado não conseguiu mostrar os exames ao médico

Por falta de sistema, pacientes com câncer ficam sem atendimento na Unacon, diz denúncia
Hospital Geral de Roraima – Foto: Secom

Familiares de pacientes oncológicos denunciaram nesta quarta-feira (20), a falta de atendimento na Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia de Roraima(Unacon-RR). O motivo é o não funcionamento do sistema de dados da unidade.

De acordo com a filha de um paciente de 76 anos, que preferiu não ser identificada, o pai teve complicações durante o tratamento de câncer de próstata e por isso precisa passar por atendimento no local.

Somente depois da consulta é que ele conseguirá solicitar o Tratamento Fora de Domicílio (TFD) para realizar radioterapia e continuar o tratamento.

“A doutora indicou ele fazer radioterapia. A gente trouxe os exames para o médico dizer como que está a situação dele, para a gente dar início no processo do TFD. Aqui na Unacon está sem sistema na recepção e na sala dos médicos. Por meio desse sistema que o médico acessa o histórico do paciente, meu pai faz tratamento desde 2015. Sem a ferramenta o médico não consegue atender e a gente fica impedido de seguir o tratamento do meu pai”, disse.

Além disso ela destacou que funcionários da unidade informaram que o problema com o sistema acontece desde outubro do ano passado. Do mesmo modo, ela ressalta que o seu pai mora no interior, gasta dinheiro para ir na consulta e ao chegar no local não é atendido.

“A pessoa que trabalha aqui, informou que desde outubro, está com a falta desse sistema, fica semanas sem o sistema e não volta. A gente veio hoje, desde das 6h aqui e o sistema não funciona. Meus pais moram no interior, fazem esse deslocamento para ter o atendimento e não tem, a gente fica triste com situação”, destacou.

Paciente cobra compromisso do Governo de Roraima

Conforme o idoso, o desejo é que o Governo de Roraima tenha mais compromisso com a população.

“A gente fica triste porque a saúde em primeiro lugar. Gostaria que o Governo tivesse um pouco de sensibilidade e compromisso, porque sem esse sistema, não funciona nada. A gente tem despesas, pagando passagem, pagando alimentação e chega aqui e o Governo não tá honrando seus compromissos. É uma falta de vergonha, é uma falta de respeito com a população”, pontuou.

Por fim, ele cobra os responsáveis por melhorias no atendimento dos pacientes. O idoso ainda questiona o que o governador faria se fosse com a família dele.

“A gente é tratado com um cachorro, um animal. O governador assume um compromisso quando ele pede voto. Se fosse com a família dele? Ele tem dinheiro para pagar particular e a gente depende do governo. E eles pagam, clínicas caríssima, viajam para o exterior e a população só tem a saúde do Estado”, finalizou.

Outra paciente, Fátima Gomes que trata um câncer de mama, explicou que a consulta estava marcada desde dezembro. “Cheguei cedo e sem sistema e isso não é de hoje. Me sinto mal, pois o paciente oncológico vive na base da pressão. Não dormimos direito e quando chega no dia da consulta está desse jeito”, desabafou.

Citada

Procurada, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) informou que o sistema utilizado para consulta aos prontuários da Unidade de Alta Complexidade em Oncologia de Roraima apresentou instabilidade, impedindo o acesso aos documentos individuais dos pacientes. A pasta disse ainda que o problema está sendo solucionado pelo setor responsável.

Fonte: Da Redação com a colaboração da TV Imperial

0
Would love your thoughts, please comment.x