Hospital de Caracaraí nega ambulância à grávida e bebê acaba internado na UTI

Demora em realizar a cesárea colocou a vida do recém-nascido em risco, pois a mulher perdeu muito líquido

Hospital de Caracaraí nega ambulância à grávida e bebê acaba internado na UTI
Fachada do Hospital de Caracaraí – Foto: Google

A grávida Andréia Lourenço, moradora de Caracaraí denunciou que o Hospital Irmã Aquilina não autorizou sua transferência para realizar o parto em Boa Vista. O caso ocorreu nessa quinta-feira (17).

Dessa forma, Andréia pediu dinheiro emprestado e abasteceu o veículo de um amigo para chegar até a maternidade de Boa Vista.

Contudo, devido à demora para fazer o parto, a mulher perdeu muito líquido e pequeno Noah Ravi agora está na UTI-Neonatal. O bebê sofreu falta de oxigênio.

“Estou aqui arrasada, indignada. E se eu esperasse até amanhã que foi o caso. Eles me disseram para esperar e eu com muita dor sem nem uma dilatação. E eles ainda disseram que eu estava perdendo líquido. Como eles faziam o toque e não tinha dilatação, eles me passavam paracetamol e me mandavam para casa”, relatou.

Grávida de 41 semanas, a jovem estava com a data de parto prevista para o dia 12 de fevereiro. Ou seja, o bebê deveria ter nascido há uma semana.

Conforme Regina Lourenço, mãe de Andreia, a paciente foi ao hospital por várias vezes, mas recebeu a informação de que deveria estar em trabalho de parto para ter direito à ambulância.

“Minha filha deu entrada várias vezes no hospital daqui e eles falaram que não iam mandar ela pra Boa Vista, porque não tinha ambulância e só iriam mandar se ela tivesse em trabalho de parto” contou.

Citado

A redação entrou em contato com o Governo do Estado e aguarda resposta.

Fonte: Da Redação

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x