Idosa internada com pneumonia denuncia falta de ar-condicionado no HGR

Mulher também relatou que o problema ocorre em outras enfermarias da unidade

Idosa internada com pneumonia denuncia falta de ar-condicionado no HGR
Hospital Geral de Roraima – Foto: Secom

Devido a falta de ar-condicionado, Elizabete Bernard, de 60 anos, precisou levar um ventilador para o Hospital Geral de Roraima (HGR) para não passar a virada do ano no calor. Ela está internada na unidade desde o último dia 30, por conta de uma pneumonia.

“Eu fui internada no dia 30 com suspeita de pneumonia. Eu fui transferida para o bloco e estou em uma enfermaria. Tem central, mas não funciona. Está com defeito. Jamais pensava em passar por essa situação. Eu ouço as pessoas reclamando sobre isso e agora estou passando por essa situação”, disse.

Além disso, ela afirmou que o problema também acontece nas outras enfermarias. “Não é só na enfermaria que eu estou, e sim nas outras enfermarias também, sabe? Aí o que acontece? Tem que trazer os ventiladores das nossas casas”, destacou.

Outras denúncias sobre a falta de ar-condicionado

Em outubro do ano passado, a equipe de jornalismo da Rádio 93 FM, já havia denunciado a situação. Pacientes terminais enfrentavam o forte calor no hospital e também precisavam levar os ventiladores de casa.

“Meu paciente tem câncer terminal, ele é paliativo, tem outro aqui junto com ele e outro jovem também. Eles estão na mesma situação e nós queremos uma providência porque já faz mais de duas semanas a gente não está aguentando, tem pacientes aqui que tem ferida nas costas. A gente necessita da central por conta do calor e é o que ajuda os pacientes, e esse calor aqui faz eles adoecerem mais”, destacou, à época, uma das denunciantes.

Da mesma maneira, em dezembro de 2023, a filha de um paciente denunciou a falta de centrais de ar no Bloco F da unidade.

Conforme a mulher, que preferiu não se identificar, o problema já durava 10 dias. Ela e o pai sofriam com o calor que fazia no local.

Antigamente até que no corredor tinha uma centralzinha, um friozinho, que dava para a gente descansar, mas aí queimou também a do corredor. Então o corredor inteiro é quente”, explicou.

Na à época da denuncia, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) afirmou que a causa do problema seria uma pane elétrica.

Citada

Por meio de nota, a Sesau informou que a climatização de parte dos setores afetados foi restabelecida e que equipes de manutenção permanecem no local tentando corrigir o problema.

Além disso, esclareceu que a situação ocorre por conta de instabilidade de energia que afeta o sistema de refrigeração, que é feito por meio de Fluxo de Gás Refrigerante Variável (VRF). Fazendo assim com que seja necessária a troca de peças do equipamento, que já teve solicitação e aguarda para o sistema operar

Por fim, destacou que já solicitou as peças para realizar a correção para que o sistema volte a operar em 100%.

Fonte: Rádio 93 FM

0
Would love your thoughts, please comment.x