MPRR investiga irregularidades na Saúde de Roraima

Órgão abriu investigação para apurar falta de médicos, insumos e suspensão de exames

MPRR investiga irregularidades na Saúde de Roraima
MPRR apura falta de médico urologista para cirurgias de vasectomia – Foto: Arquivo/Roraima em Tempo

O Ministério Público de Roraima (MPRR) abriu investigação para apurar a falta de médicos especialistas, materiais para curativo e suspensão de exames na rede estadual de saúde.

A informação está no Diário da Justiça Eletrônico (DJE) desta quinta-feira (26). O promotor da Justiça e Saúde, Igor Naves, foi quem instaurou o procedimento.

Nas portarias, o MPRR determina que seja investigada a falta de médico urologista para realização de vasectomia no Estado.

Além disso, o órgão apura a falta de material para curativo, como óleo de girassol e pomada no Hospital das Clínicas.

Outra investigação aberta pelo o MPRR também investiga a suspensão de exames de cintilografia óssea por quebra de contrato por parte da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) com uma clínica particular.

Falta de medicamentos e médicos

No dia 16 de agosto, o MPRR abriu investigação para apurar a falta de medicamentos para tratamento da Aids (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) na Clínica Coronel Mota.

A falta de infectologista, bem como de psiquiatra na unidade de saúde, é outra denúncia alvo da mesma investigação.

Troca de secretários

Em declaração dada em entrevista à Rádio 93 FM na semana passada, o promotor Igor Naves avaliou como “terrível” a troca constante de gestores no comando da Sesau.

Em dois anos e meio, a Pasta teve nove gestores. Atualmente, Leocádio Vasconcelos é o titular da Secretaria.

Diante disso, o promotor afirmou que a substituição de secretários no comando da Saúde de Roraima, não é saudável e prejudica a população. 

“É fato indiscutível que a descontinuidade no trabalho seja de quem quer que for é ruim. Então um tem uma linha de trabalho, boa ou ruim, mas é a linha dele. Aí quando as pessoas começam a pegar o ritmo, muda. […] Não vou falar aqui de A ou B, mas é fato que isso traz prejuízo”, disse.

Inspeção do MPRR

Desde que assumiu a Promotoria de Saúde do MPRR em julho, Igor Naves tem feito inspeções nos hospitais do estado.

Conforme o promotor, nessas visitas foi constada a falta de medicamentos, insumos, profissionais, entre outras ocorrências.

As inspeções foram feitas no Hospital Geral de Roraima (HGR), Pronto Atendimento Airton Rocha (PAAR), no Pronto Atendimento Cosme e Silva, bem como no Hospital das Clínicas.

Além disso, Naves visitou também a Maternidade Nossa Senhora de Nazareth e a Clínica Coronel Mota.

Outro lado

Em nota, a Sesau afirmou que não recebeu notificação sobre a investigação do MPRR. Disse ainda que no HGR, no HC e na Clínica Coronel Mota existem sete urologistas para atendimento ambulatorial. A Sesau não se manifestou sobre a falta do profissional para realizar vasectomia.

Afirmou também que no momento em que as unidades identificam a falta de algum item, acionam a CGAF (Coordenadoria Geral de Assistência Farmacêutica), para o reabastecimento.

Fonte: Da Redação

0
Would love your thoughts, please comment.x