Mulher aguarda há seis anos na fila de cirurgias eletivas para reduzir os seios no HGR

Segundo a mulher, que também é paciente de lúpus, ela sente dores constantes nas costas e ossos, por isso a cirurgia melhoraria sua qualidade de vida

Mulher aguarda há seis anos na fila de cirurgias eletivas para reduzir os seios no HGR
Fachada do HGR – Foto: Rosi Martins

Uma mulher, que sofre com constantes dores na coluna, aguarda há seis anos na fila de cirurgias eletivas para reduzir os seios. Ao jornalismo da Rádio 93 FM, a paciente disse que foi encaminhada para o Hospital Geral de Roraima, mas até agora não foi chamada para fazer o procedimento.

“Eu espero desde 2018. Várias vezes já me ligaram, mas nunca resolveram nada […] fiz exames, consultas médicas e a minha intenção era diminuir. Aí o médico autorizou e aí marcaram. Me encaminharam para a fila eletiva e desde então nunca foi resolvido o meu problema”, explicou.

A cirurgia plástica deve melhorar a qualidade de vida da paciente, uma vez que vai diminuir as dores nas costas e ossos causadas pelo peso das mamas. “A minha coluna dói bastante. Até mesmo o meu trabalho prejudica bastante, porque eu fico com dor na coluna. Além do mais, eu tenho lúpus. Eu sinto muitas dores nos ossos e isso prejudica muito por conta do peso”, relatou a mulher.

Em abril, a paciente foi ao HGR entregar os exames solicitados pela equipe médica. No local, recebeu a informação de que as cirurgias plásticas estavam suspensas, o que inclui a mamoplastia para redução dos seios.

“Ligaram no outro dia para eu ir lá para uma consulta médica que, no caso, já seria a entrada para a cirurgia. Aí o médico me pediu o risco cirúrgico e alguns exames, ultrassonografia da mama também para eu fazer e retornar lá novamente. Só que eu fiz, retornei, porém foram suspensas novamente as cirurgias plásticas”, disse.

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) afirmou que o procedimento de mamoplastia está inserido no rol de cirurgias plásticas, cujo fluxo de atendimento está passando por ajustes.

Fonte: Rádio 93 FM

0
Would love your thoughts, please comment.x