Em Boa Vista: Prefeitura orienta população a reforçar cuidados contra o Aedes aegypti durante período chuvoso

Em todos os imóveis visitados, os principais criadouros identificados pelos agentes foram depósitos móveis encontrados dentro dos quintais

Em Boa Vista: Prefeitura orienta população a reforçar cuidados contra o Aedes aegypti durante período chuvoso
Foto: Welika Matos/Semuc/PMBV

A Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), por meio da Coordenação de Combate e Controle às Endemias, fez o 2º Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) de 2024. Os dados mostram Boa Vista com alto risco de infestação do mosquito transmissor da Dengue, Zyka e Chikungunya.

As larvas do Aedes aegypti foram encontradas em 864 imóveis dos 8.527 visitados em Boa Vista. Isso representa 10,1% dos domicílios pesquisados. Das 864 amostras, cerca de 95% correspondem a residências e comércios, os outros 5% a terrenos baldios. Dos 59 bairros visitados pelas equipes, 54 apresentam alto risco de infestação.

Principais criadouros do mosquito

Em todos os imóveis visitados, os principais criadouros identificados pelos agentes foram depósitos móveis encontrados dentro dos quintais, como: pingadeiras de central de ar, frascos, vasos, pratos, pneus e outros objetos como garrafas, latas, sucatas e recipientes plásticos. Por isso, nesse período chuvoso, a Prefeitura de Boa Vista orienta a população a redobrar os cuidados para impedir a proliferação do mosquitoque também é vetor da Febre Amarela na zona urbana.

As equipes de combate e controle de endemias intensificam as visitas domiciliares, para identificar possíveis focos do mosquito e orientar a população sobre os riscos do acúmulo de água parada. “Saímos de uma estiagem prolongada e entramos em um inverno significativo, com alto índice de chuvas em Boa Vista. É preciso lembrar que os ovos do Aedes podem resistir por um período de até 400 dias, podendo eclodir ao primeiro contato com a água, aumentando a proliferação do mosquito”, contou a superintendente de Vigilância em Saúde do município, Ana Paula Merval.

Ana Paula destacou ainda que a participação e colaboração da população tem grande importância no trabalho desenvolvido pela prefeitura. Os agentes têm encontrado dificuldade para acessar as residências. Muitos moradores não recebem ou não autorizam a entrada para que seja feita a varredura nos quitais e imóveis.

“Todo agente que bate à sua porta está identificado e capacitado para proteger você e sua família de qualquer arbovirose. É muito importante que a população permita que o agente entre e faça a vistoria necessária. É dessa forma que conseguimos controlar a proliferação”, disse.

Saiba como proteger sua casa e sua família

  • Verificar os quintais pelo menos uma vez na semana para eliminar possíveis criadouros
  • Fazer o armazenamento e destinação correta do lixo doméstico
  • Manter fechados os todos os recipientes que servem como depósito de água
  • Trocar diariamente a águas dos animais, lavando e higienizando os recipientes
  • Esvaziar diariamente os recipientes que possam servir como pingadeiras das centrais de ar condicionado

Na zona urbana, o Aedes aegypti também é vetor da Febre Amarela

A superintendente de Vigilância em Saúde reforçou ainda que, na zona urbana, o Aedes aegypti também é o mosquito vetor da Febre Amarela. Por isso, a participação da população é essencial. “Precisamos que a população coopere e ajude a combater o mosquito e a eliminar os focos, porque além do alto risco de transmissão da Dengue, Zyka e Chikungunya, estamos em alerta para a reintrodução da Febre Amarela no município”, pontuou.

Campanha de vacinação

Na última semana, a Prefeitura de Boa Vista lançou a Campanha de Intensificação da Vacinação Contra a Febre Amarela, a fim de aumentar a cobertura vacinal contra a doença. Fique por dentro dos pontos de vacinação e previna-se.

  • Parque do Rio Branco e Pátio Roraima Shopping – de sexta a domingo, das 17h às 22h
  • Feira do Garimpeiro (Av. Ataíde Teive) – aos domingos, das 8h às 14h
  • Feira do Pintolândia – aos sábados, das 8h às 14h
  • Caxambu – às quartas e sextas, das 14h às 18h
  • Feira do Produtor – às terças e quintas, das 8h às 12h
  • Todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) – de segunda a sexta, das 7h às 19h
  • UBS Aygara Motta Pereira (Cidade Satélite), UBS Délio Tupinambá (atualmente na UBS Pérola) e UBS Olenka Macellaro (Caimbé) – de segunda a sexta, das 7h à meia-noite

Ações da gestão

A Prefeitura de Boa Vista promove diversas ações ao longo do ano com intuito de conscientizar a população quanto aos perigos das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. Dentre elas, campanhas nas redes sociais, tv e rádio, assim como visita dos agentes de casa em casa, panfletagem, palestras, entre outros.

As equipes de combate e controle de endemias estão trabalhando com foco na intensificação das visitas domiciliares e os bloqueios mecânicos (feito manualmente pelos próprios agentes) e químico (borrifação) em toda a capital. Também foram intensificadas as visitas e eliminação dos focos nas localidades onde são notificados casos prováveis de dengue.

Contratação

Em fevereiro deste ano, a Prefeitura de Boa Vista contratou 202 ACSs e 29 ACEs, aprovados no último seletivo. Com a chegada dos novos agentes, Boa Vista passou a contar com 669 profissionais.

Fonte: Da Redação

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x