Roraima está com alta circulação da Covid pela 6ª semana seguida

Informação é da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que divulgou novo boletim no dia 15 de julho

Roraima está com alta circulação da Covid pela 6ª semana seguida
Dados são da Sesau/Foto: Divulgação

Roraima continua com alta circulação do coronavírus pela sexta semana seguida. A informação é da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Os dados analisados são de 4 a 10 de julho.

O novo boletim da instituição diz que os índices são preocupantes. Nesse sentido, pode haver uma pressão nos hospitais. O documento foi divulgado no dia 15 de julho.

Em Roraima, o Hospital Geral de Roraima (HGR) é a única unidade a atender pacientes em situação grave da Covid-19.

As taxas de ocupação de leitos também preocupam. A princípio, eram 90 Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Agora são 74. Leitos clínicos são apenas 50, mas 48 têm pacientes. Ou seja, operam quase na capacidade máxima.

Curto prazo

A Fiocruz diz que Roraima apresenta sinal moderado de crescimento na tendência de longo prazo, e “observa-se sinal moderado de crescimento na tendência de curto prazo”.

Ou seja, nas últimas três semanas o estado teve aumento no número de casos confirmados. Com isso, a perspectiva é que nas próximas semanas isso se mantenha.

“Em função disso, o presente boletim mantém a recomendação da cautela em relação à medidas de flexibilização das recomendações de distanciamento para redução da transmissão da Covid-19”, cita.

Dados

Ontem (19) a Secretaria de Saúde divulgou 354 novos pacientes com o vírus. O boletim mostrou também mais mortes confirmadas.

Atualmente, Roraima registra 117.670 casos positivos e 1.823 óbitos causados pela doença, com outros 62 em investigação.

Um dos fatores que pode influenciar no indicador de circulação é a baixa procura por vacinas em Boa Vista, que concentra 70% da população roraimense.

Em Boa Vista, está baixa a procura pela vacina contra a Covid-19. Dessa forma, a cobertura vacinal fica prejudicada, bem como a tomada de decisões.

Em contrapartida, em agosto deve iniciar a vacinação em adolescentes de 12 a 17 anos. Assim, a ampliação do prazo é uma tentativa para elevar a cobertura em Roraima.

Por Josué Ferreira

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x