Sem conseguir andar e com fortes dores, paciente com lombalgia tem cirurgia remarcada pela 4ª vez no HGR

Homem vive à base de morfina e família torce para que cirurgia não seja adiada mais uma vez

Sem conseguir andar e com fortes dores, paciente com lombalgia tem cirurgia remarcada pela 4ª vez no HGR
Fachada do HGR – Foto: Rosi Martins

O motorista de ônibus Jean Moura Alves, internado desde o início do mês no Hospital Geral de Roraima (HGR) com lombalgia, já teve a cirurgia adiada quatro vezes.

O paciente aguardou três meses pela internação. E atualmente, ele já não consegue mais andar, conforme relatou Eduardo Saraiva, cunhado de Jean.

“Ele entrou [no hospital] andando, hoje ele já não consegue mais andar, não consegue se mover direito e ele precisa dessa cirurgia. Ele tem uma esposa, quatro filhos pequenos e só ele que mantém a casa e ele está todo esse tempo afastado”, disse.

A cirurgia é na coluna cervical e, segundo o familiar, na rede privada custa entre R$ 50 mil e R$ 60 mil, o que é inviável. “A família não tem condições de arcar, então a situação dele está bem crítica”, explicou.

Agora, Jean vive à base de morfina devido a dor da lombalgia, enquanto aguarda pelo procedimento e torce para que aconteça na nova data prevista. “Eu espero que o governador Antonio Denarium tenha acesso a essa mensagem, é um pedido de clemência: que ele melhore a administração, porque tem muita gente morrendo à mingua ali dentro. É um pedido de clemência para o roraimense”, concluiu o cunhado do paciente.

Procurada, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) informou que Jean segue recebendo toda a atenção da equipe do HGR. A pasta informou ainda que a cirurgia dele ocorrerá nesta sexta-feira (22).

Fonte: Rádio 93 FM

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x