Sem conseguir andar, jovem aguarda cirurgia de urgência no HGR desde dezembro

Mãe da jovem explicou que foi informada que as cirurgias ortopédicas foram suspensas na unidade; Sesau disse que procedimento vai ocorrer ainda esta semana

Sem conseguir andar, jovem aguarda cirurgia de urgência no HGR desde dezembro
Fachada do HGR – Foto: Rosi Martins

A jovem Ana Clara sofre com leucomalácia, uma doença que impede de fazer atividades simples como andar e falar. Desde dezembro do ano passado, ela começou a sentir muitas dores na região do fêmur e teve até convulsões.

A mãe dela, Rosiete Lopes conversou com o Jornalismo da 93 FM e então disse que a levou para o Hospital Geral de Roraima (HGR), onde os médicos informaram que ela precisaria passar por uma cirurgia de urgência para a retirada da cabeça do fêmur.

Além disso, na unidade hospitalar, ela também recebeu a informação que a filha não poderia tomar medicamento para dor nesse período.

“O único exame que ele pediu foi o raio-x para ver como estava e foi exatamente quando ele constato que o fêmur dela estava grande e que ela tinha que passar por uma cirurgia com urgência para retirar. E era isso, que não tinha mãos  o que fazer. Aí foi quando eu perguntei se eles podiam passar alguma medicação até ela fazer essa cirurgia e ele disse que não. Que medicação nenhuma resolveria”.

HGR marcou cirurgia e desmarcou

O HGR chegou a marcar s cirurgia da Ane para fevereiro, mas pouco antes de se internar, desmarcou o procedimento. E assim, ficou sem previsão de uma nova data.

“Dia primeiro de fevereiro eu retornei lá e fui conversar com o doutor e outro médico que era esse que ia fazer a cirurgia da Ana. E aí ele falou que tinha que fazer com urgência porque ela estava com muita dor e falou com uma senhora lá para marcar com urgência para a semana. E foi marcado. Na segunda-feira era para a gente internar ela, só que pouco antes de a gente sair daqui eles mandaram uma mensagem dizendo que não poderia internar ela porque foi suspenso pela direção do HGR e que não haveria mais cirurgias e que era pra eu esperar. E até então estou esperando”.

Sem previsão

Agora Rosiete aguarda pela cirurgia da filha sem nenhuma previsão de quando o procedimento irá acontecer. Enqanto isso, jovem segue sem conseguir andar.

“É só pelo MedTrauma que é marcada essa cirurgia. Só passa por lá. Todos eles passam por lá. Então eu já procurei ela lá e é a mesma resposta. Que eu tenho que ter um pouquinho de paciência, que não foi liberado. E que quando for liberada a cirurgia ela vai me avisar”.

Citada

Em nota a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) disse que está ajustando o mapa de cirurgias ortopédicas do Hospital Geral de Roraima. Disse ainda que a referida paciente passará pelo procedimento de ressecção da cabeça do fêmur ainda esta semana.

A Sesau afirmou também que a cirurgia tem caráter eletivo. Isso porque a paciente já nasceu com o problema nos quadris e não adquiriu o problema agora para ser um procedimento de urgência.

Por fim, informou que Ana passou por consulta médica no dia 11 de janeiro e está regulada na fila de cirurgia eletiva.

Fonte: Jornalismo 93 FM

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x