Sem reforma há 7 anos: moradores da Comunidade Indígena Araçá denunciam estrutura precária de UBS da região

Por conta do problema, atendimentos ocorrem no antigo Posto Médico da Silva e, em alguns casos, em salas de uma escola municipal

Sem reforma há 7 anos: moradores da Comunidade Indígena Araçá denunciam estrutura precária de UBS da região
Foto: Arquivo pessoal

Moradores da comunidade indígena Araçá, no Amajari, denunciaram falta de estrutura na Unidade Básica de Saúde (UBS) da região. Por disso, os atendimentos ocorrem no antigo Posto Médico da Silva e, em alguns casos, em salas de uma escola municipal.

Em entrevista ao jornalismo da Rádio 93 FM, uma moradora contou que a UBS Tuxaua Salomão Batista foi inaugurada em 2017. Desde lá, a estrutura da unidade apresenta más condições, problema esse que piorou.

“Não passou nem 9 meses, 8 meses. Com a primeira chuva, já veio danificando [a UBS]. Os banheiros estão caindo, estão todos danificados. Tem muitas coisas boas lá dentro, mas se cair, vai acabar tudo”, disse a mulher.

Imagens enviadas à redação mostram o prédio com aspecto de abandono. Pinturas gastas, forros e coberturas quebradas são alguns dos problemas encontrados no local.

Ainda conforme a moradora, o antigo Posto Médico da Silva está sendo utilizado para atender os moradores devido a falta de estrutura do prédio da UBS. Além disso, ela conta que alguns atendimentos específicos ocorrem em salas da Escola Municipal Indígena Mariano Marques, o que atrapalha a rotina de aulas.

“Quando tem um atendimento que a gente precisa ser atendida pela equipe, que a comunidade precisa participar dos atendimentos, aí esse postinho, que é bem pequeno, não supre a necessidade de todos. Aí tem que estar paralisando a aula do município para atender, para usar as salas de aula”, explicou.

Sem repostas

O presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena do Amajari, Adelinaldo Rodrigues, confirmou a situação e disse que aguarda uma reposta da Prefeitura do município.

“Nós ficamos sempre sem resposta quando solicitamos. Inclusive, a gente cobra do Dsei [Distrito de Saúde Especial Indígena] e o Dsei diz que é de responsabilidade da prefeitura, porque a obra que tem lá é da Prefeitura de Amajari e, realmente, a estrutura, a unidade básica foi construída pela Prefeitura, e não deu nenhuma manutenção e não fez nenhum documento repassando a obra para o Dsei Leste”, pontuou o presidente.

O que diz a Prefeitura

Em nota, a secretária de Saúde do Amajari, Irislandia da Silva Galvão disse que, a partir de junho, a Prefeitura vai reformar a UBS Tuxaua Salomão Batista Marques.

Fonte: Rádio 93 FM

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x