Servidor denuncia racionamento de dipirona e falta de materiais no Hospital Geral de Roraima

Técnico em enfermagem relata que o problema com o medicamento, que é suprimento básico de qualquer unidade de saúde, já dura há mais de um mês

Servidor denuncia racionamento de dipirona e falta de materiais no Hospital Geral de Roraima
Fachada do Bloco E HGR/Foto: Gabriel Cavalcante/Roraima em Tempo

Um servidor do Hospital Geral de Roraima (HGR) procurou o Roraima em Tempo nesta segunda-feira (21) para relatar um racionamento de dipirona na unidade.

O técnico em enfermagem Anderson Vaz de Melo conta que o problema com a medicação, que é suprimento básico de qualquer unidade de saúde, já dura há mais de um mês.

“Se um paciente apresenta febre ou dor, eu preciso justificar para um superior o motivo de usar o medicamento. Estamos com estoque baixo desse medicamento. É para usar em caso de real necessidade. Lembrando que é dipirona! Esse medicamento é o básico, o mínimo que temos na unidade”, disse.

Ainda segundo o servidor, além do racionamento de dipirona, bolsas de soro fisiológico também estão em falta na unidade. “Queria pedir atenção com a falta de soro fisiológico no HGR. Não está tendo disponível bolsa de soro de 100ml, de 250ml, de 500ml, essenciais para a gente prestar assistência para os pacientes. Atualmente temos disponível apenas bolsas de 1 litro. Para aplicar um antibiótico, que está prescrito em apenas 100ml de soro, eu preciso desprezar 900ml. Olha o desperdício!”, relatou o técnico em enfermagem.

Para o profissional, o trabalho está ficando “insustentável” diante da situação. “Não tem as agulhas para diluição correta. As agulhas que têm são bem finas. Então para você desprezar 900 ml de um soro de um litro para usar daquela bolsa só 100 ml é bem trabalhoso. Se não for através de uma seringa grande, de uma agulha calibrosa para você medir certinho, não vai ficar exato”, ressaltou.

Citada

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Saúde (Sesau) para pronunciamento. Por meio de nota, negou a denúncia e disse que a unidade está “recebendo remessas de soro fisiológico e medicamentos normalmente”. Disse também que denúncias relacionadas à prestação de serviços podem também ser relatadas à Ouvidoria do HGR.

Fonte: Da Redação

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x