‘Vidas importam’: pacientes de clínica conveniada do Estado protestam contra redução de sessões de hemodiálise

Redução ocorre em virtude de um atraso de 90 dias de pagamento por parte do Governo de Roraima

‘Vidas importam’: pacientes de clínica conveniada do Estado protestam contra redução de sessões de hemodiálise
Protesto de pacientes em frente à Clínica Renal – Foto: Ian Vitor Freitas/Roraima em Tempo

Com cartazes de protesto “Vidas importam” e “A diálise não pode parar”, pacientes de clínica conveniada do Governo de Roraima se reuniram em frente à unidade na manhã desta quinta-feira (9) contra a redução de sessões de hemodiálise, que ocorre devido o atraso de 90 dias do pagamento.

A Clínica Renal de Roraima emitiu essa semana um comunicado para informar que não tem mais condições mínimas para absorver a demanda do Estado. Disse ainda que já houve inúmeras tratativas para sanar as pendências. Contudo, não obteve sucesso.

A hemodiálise é um processo através do qual uma máquina filtra e limpa o sangue, parte do trabalho que o rim doente não pode fazer. Esse procedimento retira resíduos prejudiciais à saúde do corpo, ajudando a melhorar a qualidade de vida do paciente que depende do tratamento.

Essa é a realidade do senhor José Ribamar, de 60 anos. Para ele, o procedimento é muito importante, mas está sendo prejudicado pela redução das sessões.

“O governo não está pagando a clínica. Estou pedindo para fazer isso [o pagamento], porque que vai ser bom para a gente […] Eu não urino mais, já estou no limite”, disse.

Reivindicação dos pacientes

Da mesma forma, a dona Francisca Souza, 62, também saiu em busca de reivindicar o direto do esposo, que é paciente renal. Ele já faz o tratamento há mais de 6 anos, normalmente três vezes por semana. Contudo, também foi prejudicado com a medida.

“Ele [o marido] fica com o pulmão cheio de água, ele incha e fica com falta de ar, vai prejudicar ele. Ele já faz de terça para quinta, só um dia [de pausa], imagine passando só terça e sábado, três dias. Como é que vai ficar a situação dele? Vai ficar muito complicada”, relatou.

Além disso, Francisca aproveitou a oportunidade para cobrar solução do governador Antonio Denarium (PP), deputados e senadores de Roraima.

“Então estamos pedindo para essas autoridades, que a gente colocou eles lá, para ter compaixão do pessoal que está aqui na clínica, fazendo hemodiálise […] Eu exijo do governador, exijo dos deputados, exijo dos senadores”, ressaltou.

Os pacientes agora estão colhendo assinaturas para enviar demanda às autoridades. Um dos responsáveis pelo recolhimento, Joel de Souza, 45, afirmou que eles estão à mercê.

“Sem mais uma sessão dessa, é arriscado os pacientes entrarem em óbito. Por isso nós estamos nessa causa, nessa luta, estamos colhendo assinaturas, vamos encaminhar ao Ministério Público, onde quer que seja, para que possamos reivindicar os direitos de cada paciente renal crônico aqui de Boa Vista, Roraima”, pontuou.

Citado

Procurada, a Secretaria de Saúde (Sesau) informou que devido a mudanças no Sistema de Finanças, só está sendo permitido o pagamento de empenho.

A pasta esclareceu ainda que está no aguardo de orientações da Secretaria da Fazenda (Sefaz) quanto ao desbloqueio das demais funções. Assim, realizará o pagamento de empresas. Entre elas a Clínica Renal de Roraima.

Fonte: Da Redação

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x