Bombeiros vão retomar buscas por avião em terra indígena

Trabalhos haviam sido suspensos pela FAB no domingo (15), após 10 dias

Bombeiros vão retomar buscas por avião em terra indígena
Além de Cristiano Nava e Wallace Gabriel, o dono da aeronave também está desaparecido – Divulgação

As buscas por um avião que desapareceu na área indígena Yanomami devem ser retomadas por terra nesta terça-feira (17). A informação foi confirmada pela Polícia Civil de Roraima (PCRR).

Ao Roraima em Tempo, o órgão informou que os trabalhos devem ser iniciado nas primeiras horas por equipes do Corpo de Bombeiros. Além disso, pelo menos dois Boletins de Ocorrência (B.O) foram registrados logo após o desaparecimento.

“Uma equipe com quatro bombeiros, especialistas em buscas terrestres, será lançada, por helicóptero, próximo ao local indicado nos últimos sinais de GPS emitidos pelos equipamentos da aeronave”, destacou.

O avião, modelo POTY, prefixo PU-POT, fazia um voo para a comunidade Homoxi, localidade que possui uma área de garimpo ilegal, mas acabou desaparecendo. A Força Aérea Brasileira (FAB) chegou a realizar buscas pela região, mas acabou suspendendo os trabalhos no domingo (15).

“Contudo, a suspensão não significa encerramento e a operação de Busca e Salvamento pode ser reativada quando justificada por meio do surgimento de novas informações sobre a aeronave e/ou o piloto”, destacou a FAB.

Desespero e Angústia

O comunicado do desparecimento da aeronave foi feito por Amanda Lira, 23 anos, esposa do piloto Cristiano Nava da Encarnação, 32 anos. De acordo com ela, o avião decolou por volta de 7h45 da pista do Timbó, zona rural de Boa Vista, na última quarta-feira (4).

“Todo dia a FAB [Força Aérea Brasileira] diz que está em busca, mas não acharam nada até agora. Estamos desolados e angustiados, com medo da FAB acabar com as buscas e não obtermos respostas”, declarou.

Além de Nava, também estão desparecidos o mecânico Wallace Gabriel Lopes, de 24 anos, o dono do veículo, Antônio José Oliveira da Silva, de 46 anos.

A Polícia Civil informou ainda que a missão de busca que será realizada pelo Corpo de Bombeiro deve durar de 5 a 7 dias. Na ocasião, as equipes manterão contato através de sistema de telefonia via satélite (telefone satelital), realizando atualização das informações sobre a missão diariamente.

Por Minervaldo Lopes

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x