Representantes de diversos locais do mundo visitam Boa Vista e conhecem projetos sustentáveis da cidade

No último dia do 3º Encontro Regional do ICLEI na Amazônia, os visitantes foram até o Bosque dos Papagaios, Centro de Compostagem e Mirante Edileusa Loz

Representantes de diversos locais do mundo visitam Boa Vista e conhecem projetos sustentáveis da cidade
Foto: Diane Sampaio/Semuc/PMBV

Para finalizar o 3º Encontro Regional do ICLEI – Governos Locais Pela Sustentabilidade na Amazônia, a Prefeitura de Boa Vista promoveu uma visita técnica para a comitiva da ONG na quinta-feira (21), em três locais dedicados à preservação ambiental, atividades de sustentabilidade, cultura e lazer: o Bosque dos Papagaios, Centro de Compostagem e o Mirante Edileusa Loz.

O objetivo da visita foi influenciar outros municípios da região Norte a contribuírem para a preservação ambiental, assim como ocorre em Boa Vista. O secretário municipal de Meio Ambiente e coordenador regional Norte do Fórum CB27, Alexandre Santos, participou da visita e não perdeu a oportunidade de apresentar, na prática, o trabalho na capital.

“Trazer visibilidade para o que fazemos na nossa cidade é um dos caminhos para inspirar e influenciar pessoas de todo o Brasil e o mundo a terem mais cuidado e consciência com o planeta. Iniciativas como a usina de energia solar, o Bosque dos Papagaios e Centro de Compostagem aproveitam os resíduos de forma adequada, gerando benefícios ambientais, econômicos e sociais também”, contou Alexandre.

Educação ambiental

Maximillian Hedrich, o diretor da fundação alemã Konrad Adenauer Stiftung (KAS), ficou surpreso com o bosque. Isso porque, segundo ele, a localização na área urbana do município facilita o acesso à educação ambiental, além da notável dedicação da equipe em compartilhar os conhecimentos sobre os animais e as plantas do lugar.

“Esse projeto conscientiza a comunidade sobre o meio ambiente. Muitas vezes, falamos sobre conservação e proteção ambiental, mas é necessário explicar claramente quais são as vantagens. Todos os lugares do mundo precisam de bosques assim. São essenciais para a nossa sobrevivência. Eu sempre fico encantado com as capivaras e dessa vez não foi diferente”, contou Maximillian, enquanto admirava o animal.

De acordo com a gerente de planejamento e gestão de conhecimento do ICLEI América do Sul, Armelle Cibaka, a visita técnica mostrou como a capital se compromete com a sustentabilidade em ações e políticas públicas. “No Mirante, podemos ver como uma área que antes enfrentava as consequências da desigualdade social [alto índice de crimes], agora é um local de cultura, lazer e integração social”, comentou.

Projeto Boa Vista Acolhedora

Visando um desenvolvimento sustentável e inclusivo, o Centro de Compostagem, localizado no Distrito Industrial do município insere pessoas em vulnerabilidade social nas atividades agroecológicas. É uma parceria da prefeitura com a Associação Voluntários para o Serviço Internacional (AVSI) Brasil, financiado pela União Europeia e apoiado pela Fundação Banco do Brasil.

A compostagem diminui a produção de gases do efeito estufa, que, assim, acumulam energia solar e aumentam a temperatura do planeta, resultando em uma iniciativa eficaz no combate às mudanças climáticas. Dessa forma, até fevereiro, foram recebidas mais de 40 toneladas de resíduos orgânicos. O material é transformado em um adubo de alta qualidade para a agricultura familiar local.

“Por meio da agricultura migrante e indígena, promovemos educação ambiental e aprimoramos as formações de quem participa do projeto. O Centro faz o processo de decomposição controlada, produz adubo orgânico e reutiliza água para irrigação, garantindo segurança hídrica”, contou a gerente especial da AVSI, Gabriela Andrade.

Fonte: Da Redação

0
Would love your thoughts, please comment.x