Vereadores convocam Roraima Energia para explicar apagões

Conforme documento, coordenador regional deve ir à Câmara Municipal de Caracaraí nessa quinta-feira

Vereadores convocam Roraima Energia para explicar apagões
Falta de luz em Roraima – Foto: Divulgação

Os vereadores de Caracaraí, região Sul do estado, convocaram o coordenador regional da Roraima Energia, Franklin Viana, para esclarecer sobre constantes apagões no município.

Nesta terça-feira (14), a redação do Roraima em Tempo teve acesso ao ofício. Conforme o documento, o coordenador deve ir à Câmara Municipal nesta quinta-feira (16), a partir das 10h.

Na sessão realizada nesta segunda-feira (13), os vereadores mostraram as reclamações da população sobre os problemas causados pelas quedas de luz.

Além disso, em um vídeo divulgado nas redes sociais o presidente da Câmara, Victor Ferreira (Solidariedade) pede providências.

“Em cada queda de energia, queima de dez a 15 lâmpadas e acaba deixando a cidade na escuridão e aumentando o crime na nossa cidade”, relatou o vereador.

Em áudio enviado à redação, Victor Ferreira afirma que a convocação tem o objetivo de entender os motivos dos apagões.

“A gente está com uma falta de energia constante no município, toda semana falta três, quatro, cinco vezes”, explicou.

Ainda de acordo com ele, a falta de energia tem provocado prejuízos para a população e também para Prefeitura de Caracaraí.

“Isso vem ocasionando muito prejuízo. Prejuízo para os supermercados, prejuízo para a população e prejuízo na Prefeitura, pois queima as lâmpadas da iluminação pública. E a gente fez o ofício para esclarecer para a população”, contou.

Intimada

No dia 9 de setembro, a Roraima Energia foi intimada para contestar uma ação da Companhia de Águas e Esgotos de Roraima (Caer) que solicita ligação elétrica em um poço artesiano, em Boa Vista.  A 4ª Vara Cível deu o prazo de 15 dias para a empresa se opor às acusações da Caer.

Na ação, a Companhia afirma que construiu um poço no bairro São Bento, zona Oeste. No entanto, o órgão diz que precisa de energia elétrica para o funcionamento dos motores.

Todavia, de acordo com a Caer, a companhia energética não atendeu ao pedido para fazer a ligação elétrica. Conforme o mandado da Justiça, caso a Roraima Energia não conteste em até 15 dias, as acusações da Caer serão aceitas como verdadeiras.

Fonte: Da Redação

Veja também

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x