Denarium só anda de avião e não enxerga buracos

O governador só anda de avião, por isso não enxerga as condições das estradas no interior de Roraima e o sofrimento do povo

Denarium só anda de avião e não enxerga buracos
Foto: FreePik

Não dá para acreditar em nenhum dos dois. O deputado federal Hiran Gonçalves, pré-candidato do governo ao Senado, este ano, disse que já liberou em Brasília mais de R$ 200 milhões para recuperar a malha viária de Roraima, em especial as mortíferas BR’s 174 e 401. Mas o que se vê é justamente o contrário: buraco e lama, muita lama nas rodovias do Estado.

Já o governador Antônio Denarium gasta milhões com propagandas mentirosas, mostrando asfalto em todo canto do Estado. Pasmem! Vossa excelência inaugurou este ano, de eleição, até obra de asfaltamento pela metade, podem acreditar. Para seu Antônio, nossas rodovias estão um verdadeiro “tapete”, muito diferente da realidade.

Explico o que pode estar acontecendo. Em meados de junho do ano passado, o governo de Roraima, por meio da Casa Militar, contratou a empresa Voare Táxi Aéreo por mais de R$ 17 milhões. Então, Denarium passou a andar só de avião, ele e políticos de sua facção, sobrevoando Roraima pra cima e pra baixo, fazendo campanha política antecipada, o que é crime segundo a Justiça Eleitoral.

Isso deve explicar o que todos veem, menos seu Antônio e seus deputados e senadores. Lá de cima, do aviãozinho muito bem pago como nosso dinheiro, vossa excelência e apadrinhados, é claro, não conseguem enxergar os buracos e o lamaçal em nossas rodovias.

A verdade é que nossas estradas estão intrafegáveis, mas Denarium e Hiran só andam de avião. Portanto, como podem ver? Essa semana, por exemplo, o governador cumpriu duas agendas de dentro do avião. Talvez por isso, ele e Hiran falam que a BR 174 está ótima, porque não andam nela, é óbvio.

“Aqui NÃO tem obra”

O programa politiqueiro “Aqui tem Obra”, tocado este ano de eleição por seu Antônio, é pura bucha. O governo “maquia” estradas e vicinais, jogando barro e tapando buracos, mas logo o serviço “porco” aparece quando a chuva cai. E os atoleiros surgem nas rodovias de Roraima, dificultando assim a vida de quem precisa rodar pelas estradas.

Pasta do governo responsável pela recuperação de estradas, há três anos que a Seinf pouco ou nada fez para amenizar a vida de quem realmente precisa utilizar as rodovias de Roraima. Mas se Hiran descolou toda essa grana em Brasília, para recuperar nossas estradas, para onde, então, foi parar esta montanha de dinheiro? Também respondo.

Antes de deixar o cargo de secretário da Seinf, para ser o vice na chapa de Denarium, Edilson Lima, deixou R$ 1 bilhão nos cofres da Infraestrutura.

A grana, claro, já está sendo utilizada para turbinar a desesperada e criminosa campanha política de seu Antônio, em detrimento do povo, infelizmente, que mete o pé na lama e atola toda vez que se arrisca andar pelas rodovias e estradas de Roraima.

Até quando?

É lamentável saber disso. O dinheiro para recuperar nossas estradas foi guardado por três anos para ser investido, criminosamente, na campanha política do governador, enquanto muitos já perderam a vida nas deploráveis rodovias do Estado. Quanta insensatez, vossa excelência. Até quando tudo isso? Quantas mortes ainda teremos nas esburacadas estradas de Roraima? Quantas vidas vale sua campanha, governador?

Álvares dos Anjos – cronista.

Comentários