Justiça Eleitoral condena Denarium e Renan Filho por propaganda eleitoral antecipada

Governador deve pagar multa de R$ 30 mil por divulgar jingle com pedidos de votos; essa é a quarta multa eleitoral de Denarium

Justiça Eleitoral condena Denarium e Renan Filho por propaganda eleitoral antecipada
Governador Antonio Denarium e o deputado Renan Filho – Foto: Reprodução/Redes sociais

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RR) condenou o governador Antonio Denarium (PP) ao pagamento de da quarta multa no valor de R$ 30 mil. E condenou ainda o deputado Renan Filho (Republicanos) a pagar R$ 10 mil por propagada eleitoral antecipada.

A decisão desta sexta-feira (24) cita que os dois políticos haviam divulgado o conteúdo irregular por meio de jingle – música – com pedidos de votos para Denarium nas redes sociais.

Além disso, o documento cita que o alto valor da multa para Antonio Denarium é porque ele já havia cometido conduta irregular outras vezes.

Dessa forma, o juiz ainda determinou que o governador e o deputado não divulguem nenhum outro material nas mídias. Isso sob pena de nova multa no valor de R$ 5 mil por dia caso ocorra descumprimento.

O Roraima em Tempo entrou em contato com Antonio Denarium e Renan filho para posicionamento e aguarda retorno.

Outras multas de Denarium

Denarium já recebeu outras três multas anteriormente. Na primeira, o TRE-RR o condenou a pagar R$ 10 mil por divulgação de pesquisa eleitoral na página oficial da Secretaria de Justiça e Cidadania.

Por outro lado, na segunda condenação, a multa foi de R$ 5,2 mil por usar o aparato governamental em duas escolas para se promover.

Logo após visitar os dois locais, o governador divulgou imagens nas suas redes sociais. O que a Justiça considerou como “verdadeira propaganda eleitoral irregular travestida de propaganda institucional”.

A terceira condenação Denarium foi condenado a também pagar R$ 30 mil por vídeo com jingle que representa pedido de voto por meio de palavras mágicas. No caso, o vídeo também tem imagens do deputado Chico Mozart (PP).

Fonte: Da Redação

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x