Amparado por decreto de calamidade, governador envia R$ 70 milhões para municípios neste ano de eleições

Recebem os recursos apenas os municípios onde os prefeitos são aliados políticos do governador Antonio Denarium

Amparado por decreto de calamidade, governador envia R$ 70 milhões para municípios neste ano de eleições
Governador de Roraima, Antonio Denarium – Foto: Reprodução/Facebook/Antonio Denarium

Após a aprovação do novo decreto de calamidade, o governador Antonio Denarium (PP) enviou R$ 70 milhões de recursos extras para 12 municípios do interior.

A autorização de envio está no Diário Oficial do Estado (DOE) do último dia 20. Dessa forma, recebem os recursos apenas os municípios onde os prefeitos são aliados políticos do governador.

Os municípios são:

  • Alto Alegre
  • Amajari
  • Bonfim
  • Cantá
  • Caracaraí
  • Caroebe
  • Iracema
  • Normandia
  • Pacaraima
  • Rorainópolis
  • São João da Baliza
  • Uiramutã

Boa Vista, Mucajaí, bem como São Luiz, onde os prefeitos são de oposição, não receberão o recurso extra.

O envio dos R$ 70 milhões está publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) dessa segunda-feira (20). Sendo assim, o governo justificou a publicação como “Transferência de Recursos a Municípios em Situação de Emergência ou Calamidade”. Contudo, não especificou de que modo os municípios irão aplicar a verba extra.

Concreto

O Roraima em Tempo entrou em contato com alguns prefeitos para saber o que eles já têm de concreto sobre como, onde e quando usarão estes recursos. André Castro do Cantá afirmou, a princípio, que ainda não recebeu a verba e que entraria em contato para uma novo posicionamento.

Por outro lado, a prefeitura de Caracaraí afirmou que não receberá estes recursos. Explicou ainda que o nível do rio no município já está baixando e que está atuando em conjunto com a Defesa Civil em caso de emergência.

Já os prefeitos de Bonfim, Iracema, Caroebe, São João da Baliza, Pacaraima, Alto Alegre e Rorainópolis não responderam ou não atenderam às ligações.

Decreto de calamidade

A ALE-RR aprovou um novo decreto de calamidade em Roraima no dia 13 de junho. Desse modo, a sessão extraordinária ocorreu na sala de reuniões da presidência da Casa Legislativa e durou apenas 20 minutos. Além disso, a imprensa não foi autorizada a acompanhar. A TV ALE também não transmitiu a reunião, assim como as redes sociais da Assembleia.

Em suma, a situação de emergência abrange 12 municípios afetados pelas fortes chuvas no interior do estado.

Fonte: Da Redação

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x