Denarium repassa R$ 6 milhões para Sampaio

Denarium generoso O governador Antonio Denarium se mostrou generoso com o amigo Soldado Sampaio, ex-secretário da Casa Civil, atual presidente da Assembleia Legislativa. É que nesta semana, Denarium abriu um crédito para a Assembleia no valor de R$ 6 milhões. A justificativa é “excesso de arrecadação”. Ou seja, o recurso é para atender as necessidades […]

Denarium repassa R$ 6 milhões para Sampaio
Denarium e Sampaio durante sessão legislativa

Denarium generoso

O governador Antonio Denarium se mostrou generoso com o amigo Soldado Sampaio, ex-secretário da Casa Civil, atual presidente da Assembleia Legislativa. É que nesta semana, Denarium abriu um crédito para a Assembleia no valor de R$ 6 milhões. A justificativa é “excesso de arrecadação”. Ou seja, o recurso é para atender as necessidades da Casa, onde estão os 24 deputados, quase em sua totalidade, apoiadores da gestão estadual. Mas, onde será que Soldado Sampaio vai aplicar esse montante?

Amigos

A princípio, Sampaio e Denarium mostram extrema proximidade desde janeiro, quando ele foi eleito presidente do Legislativo. Essa caminhada, motivada pela corrida eleitoral em 2022, tem levado cesta básica para milhares de famílias. Contudo, a atenção em entregar alimentos é tão grande, que no Hospital Geral de Roraima (HGR) outros morrem por falta de medicamentos. Todavia, ao invés de haver fiscalização por parte dos parlamentares, há aplausos e uso de fala na Casa Legislativa para elogiar Denarium. Falta senso ou coragem de defender a população? A CPI da Saúde podia responder.

Calotes

Em meio a esse companheirismo não tem como não lembrar os últimos calotes do governo nas empresas terceirizadas. Ontem, o Roraima em Tempo mostrou em primeira mão o bloqueio de R$ 1,4 milhão nas contas do Estado para pagar a empresa que presta serviço de lavanderia às unidades de saúde estaduais. Anteriormente, temos o exemplo da Clínica Renal com o bloqueio de R$ 1,5 milhão. Em seguida, foi a vez de conseguir bloquear as contas do governo a empresa que cede os geradores de luz para os hospitais. Ou seja, ordens e mais ordens de bloqueios por causa da falta de pagamento.

E tem mais…

Mas não para por aí! A Coluna já recebeu informações que outras empresas com contrato com a Saúde estão sem receber e cobram o governo, como é o caso da Cooperativa Brasileira de Serviços Múltiplos de Saúde (Coopebras). É pertinente perguntar se Denarium vai cumprir com a promessa de 2018 de não atrasar o pagamento dessas prestadoras de serviço. Afinal, sem dinheiro em caixa, elas enfrentam dificuldades para pagar os servidores, a exemplo das três citadas anteriormente: a Olimpo, a Dendê e a Clínica Renal. Dessa forma, o governador podia descer do pedestal das aglomerações da Cesta da Família e olhar por essas empresas. Não é ele que se diz amigo de empresário?

Mais dinheiro

Por falar em Saúde… Denarium abriu os cofres para liberar mais R$ 92 milhões em crédito para a Secretaria de Saúde, por excesso de arrecadação. Como o próprio governador esbravejou para Roraima todo: dinheiro tem, mas o que falta é gestão. Depois de oito secretários em pouco mais de dois anos, Denarium tem noção quão desastrosa tem sido a gestão da Saúde? Posteriormente à eleição, ele colocou amigos políticos que o apoiaram na campanha, como forma de acomodar na gestão, mostra o despreparo do governador frente à administração pública.

UTI política

Fontes da Coluna indicam uma suposta interferência política em uma das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do HGR. Segundo relatos coletados pela Roraima Alerta, os leitos estariam sendo preenchidos com parentes de parlamentares ou autoridades com ingerência sobre o governo de Denarium. Isso explicaria os leitos vazios no HGR? Seriam destinados para caso algum desses parentes precisasse? A princípio, a denúncia poderia ser verificada pelo Ministério Público, que anda nas sombras do esquecimento. A pandemia não acabou, e muito menos os problemas crônicos da saúde. Se essas indicações políticas estiverem ocorrendo é algo extremamente grave que precisa ser combatido.

Vacinas

A Coluna precisa destacar o pedido de mais doses de vacinas para a população de rua em Roraima, feito pela Secretaria de Saúde. A nova estimativa de quase 11 mil pessoas leva em consideração a migração venezuelana. São famílias desabrigadas, sem um teto para repousar, o que reforça a necessidade da bancada federal do estado agir imediatamente em Brasília e cobrar um posicionamento do Governo Federal no que diz respeito aos reflexos da migração. São pessoas que precisam de atenção do Poder Público, mas esbarram na politicagem, principalmente dos senadores, e sofrem ao léu. Essas pessoas não podem ficar sem vacina, até para não comprometer a cobertura vacinal, e, claro, garantir a dignidade humana.

Perguntas

  • O que Sampaio vai fazer com R$ 6 milhões?
  • Denarium vai pagar as empresas?
  • Há interferência polícia na UTI do HGR?

Pensamento do dia

“Se ser político é reclamar das injustiças. Então, eu sou político” – Patativa do Assaré.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x