DPE visita Aeroporto de Boa Vista para avaliar retirada da ponte de embarque que dá acesso às aeronaves

Passageiros se deslocam até as aeronaves sob sol e chuva. População reclamou e houve denúncias ao Conselho da Pessoa com Deficiência

DPE visita Aeroporto de Boa Vista para avaliar retirada da ponte de embarque que dá acesso às aeronaves
Foto: TV Imperial

Uma comissão técnica da Defensoria Pública de Roraima (DPE-RR) visitou as obras do do Aeroporto Internacional de Boa Vista nesta terça-feira (11), após a retirada da ponte de embarque que dá acesso às aeronaves.

É que a população reclamou e houve denúncias ao Conselho da Pessoa com Deficiência (Conade) já que os passageiros precisam ir sob sol e chuva até a entra dos aviões.

O defensor público Wagner Santos, explicou que a visita dos engenheiros, foi para colher material e posteriormente se reunir com a Vinci Airports, gestora do aeroporto em busca de soluções.

“Hoje foi uma visita ‘in loco’ e agora temos filmagem e documentos para sentar com o nosso corpo técnico e em um segundo momento nos reunir com a administração do aeroporto para cobrar aquilo que está fora da adequação. Agora, vamos avaliar tudo o que nos foi apresentado de forma minuciosa. A administração foi solícita para solucionar a eventual questão”, disse.

Além disso, o vereador Bruno Perez (MDB) que é membro da Comissão da Pessoa com Deficiência da Câmara Municipal, também participou da visita. Ele disse que a empresa da Vinci Airports, prometeu apresentar uma solução para o caso.

“A gente pediu para que eles possam estudar alternativas para que tenha uma cobertura. Há regras da Anac que não permitem ter construções ali. No entanto, que exista uma cobertura que seja segura para que a pessoa não tenha que ficar por exemplo, com sombrinha molhando os pés ao sair ou entrar na aeronave. Eles disseram que não está definitivo neste local, prometeram estudar. Viram que existe uma chance de trazer uma solução, disse Bruno Perez.

Relembre o caso da ponte de embarque no aeroporto

Após a reclamação da população a DPE solicitou da empresa da Vinci Airports, gestora do Aeroporto Internacional de Boa Vista as explicações.

O documento tem a assinatura das defensoras públicas Paula Oliveira e Geana Oliveira, bem como pelos defensores Wagner Santos e Januário Lacerda. O Grupo de Atuação Especial (Gaed), que deu o prazo de 10 dias úteis para resposta do aeroporto.

Na ocasião, a Vinci Airports chegou a se manifestar sobre o assunto. Ela disse que adquiriu um equipamento que funciona como um elevador para acesso a aeronaves, chamado de ambulift. Ele tem capacidade para transportar até cinco passageiros ao mesmo tempo. No entanto, na ocasião, não disse se iria repor a ponte de embarque para que as pessoas possam embarcar com segurança e se proteger da chuva.

Leia mais sobre o assunto aqui:

Fonte: Da Redação com informações da TV Imperial

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x