Mais de 40 imigrantes são interiozados de RR para Mato Grosso do Sul

Oportunidade com emprego garantido traz esperança de recomeço

Mais de 40 imigrantes são interiozados de RR para Mato Grosso do Sul
Oportunidade de recomeçar traz esperança/Foto: Divulgação: Genesis Nieto/Visão Mundial Brasil

Às 5h30 Antoni Marín já estava com a mala arrumada no Posto de Interiorização e Triagem (PITRIG). Ao lado dos amigos, ele se preparava para deixar Roraima com destino ao Mato Grosso do Sul. Com emprego garantido em um frigorífico na cidade de Rochedo, ele diz estar emocionado e feliz com esse recomeço.

“Para mim esta viagem é um trampolim, para que eu continue seguindo em frente. Estou um pouco nervoso, mas, ao mesmo tempo, muito feliz, emocionado e agradecido por esta oportunidade de conseguir um emprego com carteira assinada. Quem sabe um dia alcance o sonho de ser modelo”, projeta Antoni com um sorriso no rosto.

Assim como ele, outros 47 migrantes foram para o estado de Mato Grosso do Sul por meio da modalidade de interiorização Vaga de Emprego Sinalizada (VES) neste sábado (21), ou seja, com emprego formal garantido no mesmo frigorífico. Todos receberam apoio financeiro da ONG Visão Mundial para custear necessidades básicas no primeiro mês no novo estado.

“Esse apoio é muito importante para eles que estão recomeçando em outro lugar, não conhecem ninguém, vão iniciar um processo de inserção social e econômica. Por isso, a organização oferece essa ajuda para que tenham subsídio nesse primeiro momento”, explica Fernanda Obando, mobilizadora local do projeto Ven, Tú Puedes, da Visão Mundial.

Interiorização

A interiorização é um dos eixos de atuação da Operação Acolhida, do Governo Federal, criada em 2018 em resposta à crise migratória da Venezuela. Além dessa modalidade, eles podem ser enviados por meio de reunião familiar (quando já têm familiares na cidade de destino), institucional e reunião social. Esse processo é voluntário, com critérios estabelecidos pela Acolhida.

Segundo dados da operação, até abril de 2022, mais de 74,3 mil venezuelanos foram interiorizados para todos os estados e o Distrito Federal. As cidades que mais receberam migrantes e refugiados foram: Manaus (5.287), Curitiba (5.014), São Paulo (4.163), Dourados (3.207), e Porto Alegre (2.492).

Cosme Guillermo Gómez Guillen, de 36 anos, precisou migrar ao Brasil em busca de uma vida melhor para o filho de 11 anos, que está na Venezuela. Ele afirma que a ida para o Centro-Oeste simboliza o início de uma nova etapa, e que vai se dedicar para trazer o pequeno Jhosmer Leandro para o Brasil.

“Migrar não é fácil, mas fiz isso pelo meu filho. Meu sonho é trazê-lo para junto de mim, e vou trabalhar para alcançar esse objetivo. Sou muito grato a toda equipe da Visão Mundial que nos ajudou nesse processo e por nos dar esse apoio financeiro”, finalizou o migrante.

Sobre o projeto

            O Ven, Tú Puedes é uma resposta da ONG Visão Mundial à crise migratória da Venezuela, que desenvolve ações em Roraima, Amazonas e São Paulo para ajudar migrantes e refugiados a se inserirem socioeconomicamente no Brasil.

A iniciativa é financiada pelo governo dos Estados Unidos e beneficiou 40 mil pessoas no ano passado.

Entre os serviços oferecidos estão aulas de língua portuguesa, elaboração de currículos, apoio na emissão da carteira de trabalho digital, encaminhamento ao mercado de trabalho e acompanhamento de entrevistas. Além disso, a organização atua na sensibilização do setor privado, a fim de abrir vagas para esse público. Em 2021, 338 migrantes tiveram a carteira assinada.

Fonte: Da redação

Comentários

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x