Servidores seletivados do governo denunciam que não receberam 13º salário “indignação é a palavra”

Um dos denunciantes disse que se sente indignado, pois os seletivados já não receberam o reajuste e agora o 13º

Servidores seletivados do governo denunciam que não receberam 13º salário “indignação é a palavra”
Sede do Governo de Roraima – Foto: Edinaldo Morais/Arquivo Roraima em Tempo

Servidores seletivados do Governo de Roraima procuraram a redação para denunciar que não receberam o 13º salário nesta quinta-feira (23).

O governador Antonio Denarium (PP) anunciou o pagamento nas redes sociais na manhã de hoje. Contudo, servidores seletivados da Educação e da Saúde relataram que receberam apenas o pagamento do mês. Em contrapartida, o 13º não caiu na conta.

Uma denunciante criticou que o governo deixou de pagar os servidores enquanto investe cerca de R$ 5 milhões no Arraial do Anauá.

“Enquanto isso o senhor governador vai trazer vários artistas nacionais para o Arraial do Anauá. Enquanto o prefeito de BV trouxe uma atração nacional, porém pagou todos os funcionários, sem exceção. Indignação é a palavra”, escreveu a mulher ao Roraima em Tempo.

Um professor disse que trabalha como seletivado desde 2016. E essa é a primeira vez que ele deixa de receber o 13º salário.

“Sou professor seletivado desde o ano 2016. Durante todos esses anos nunca fiquei sem receber o décimo, sendo que é um direito nosso. Pelas informações que obtive hoje, quem aderiu à liminar para o não pagamento do décimo dos seletivados foi o próprio governo. Então agora fica a critério dele pagar ou não”, relatou.

Além disso, o professor ressaltou que com a inflação os preços aumentaram e que já contava com esse dinheiro.

“É uma falta de respeito com o servidor. Sendo que a jornada de trabalho é a mesma que os efetivos, ou senão maior ainda. Sei que não é muito, mas é um dinheiro que já contamos com ele para as nossas necessidades. Com o aumento de tudo e ainda perder o direito de receber, aí fica difícil”, lamentou.

Em grupos de Whats App, a falta do pagamento gerou polêmica, pois, conforme os professores, o próprio Governo de Roraima aderiu a uma liminar que suspende o direito dos seletivados ao 13º.

Dessa forma, eles afirmaram que aguardam um posicionamento do governo para solucionar o problema.

Imagem: Reprodução

Reajuste

Um outro servidor disse que já se sente indignado, pois a classe já não recebeu o reajuste de 11%. E que, agora sem o décimo, a situação fica ainda pior.

“Estou indignado a respeito de ser seletivado do Estado e não ter direito ao décimo terceiro. Pode pedir esclarecimentos do governador e da Segad. Porque somos trabalhadores igual os demais. E pela lei creio que temos direito sim! Uma sacanagem. Fora que também não recebemos os 11%”, disse.

Outro lado

A redação procurou o Governo de Roraima, que afirmou que os servidores temporários não têm direito a férias e décimo terceiro, conforme entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) de julho de 2020.

Fonte: Da Redação

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x