Decisão do TSE impede aliança entre Denarium, Hiran e Telmário

Governador aguardava decisão para acalmar os ânimos entre os pré-candidatos ao senado que disputam palanque da base governista

Decisão do TSE impede aliança entre Denarium, Hiran e Telmário
Telmário Mota (Pros), Antonio Denarium (PP) e Hiran Gonçalves (PP). – Foto: Arquivo

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, na sessão administrativa da última terça-feira (21), que partidos coligados para concorrer ao Governo do Estado não podem fazer mais de uma aliança para o cargo no Senado Federal.

A decisão impede o governador Antonio Denarium (PP) de dividir o palanque com os pré-candidatos Hiran Gonçalves (PP) e Telmário Mota (Pros).

Por maioria dos votos, os ministros vedaram a possibilidade de que as agremiações que se uniram para disputar a vaga de governador formem coligações distintas com o intuito de concorrer ao Senado.

Com isso, Denarium deve apoiar o Hiran para o cargo, uma vez que o governador é filiado ao partido presidido pelo deputado.

A medida muda o cenário político em seis estados em que mais de um pré-candidato a senador declarou apoio ao pré-candidato ao governo. Como é o caso de Roraima, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Pará e Mato Grosso.

Fonte: Da Redação

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x