A corrida eleitoral de 2022

Dada a largada O ano de 2022 é mais um daqueles que promete muitas mudanças com a corrida eleitoral. A população animada com a possibilidade de escolher novos caminhos, mas a corrida apresenta obstáculos já conhecidos: ataques pelos bastidores, pesquisas duvidosas e informações que parecem partir de “fantasmas”… Bastidor e fake news Repetindo a receita […]

A corrida eleitoral de 2022
Urna Eeletrônica – Foto: Antonio Augusto/TSE

Dada a largada

O ano de 2022 é mais um daqueles que promete muitas mudanças com a corrida eleitoral. A população animada com a possibilidade de escolher novos caminhos, mas a corrida apresenta obstáculos já conhecidos: ataques pelos bastidores, pesquisas duvidosas e informações que parecem partir de “fantasmas”…

Bastidor e fake news

Repetindo a receita de 2018, as notícias falsas com intuito de ataques prometem ser um dos maiores desafios para quem quer trabalhar de forma séria e honesta. Que a informação e comunicação são indispensáveis em campanhas não é novidade, mas usar estes artifícios para atacar adversários de forma desonesta vai ser uma das barbáries que se repetirão neste ano. Cuidado com os falsos bastidores.

Pesquisas duvidosas

As pesquisas eleitorais não só podem, como já devem ser registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No entanto, é preciso estar atento à credibilidade. Enfatizar mais um candidato e ignorar vários outros, é só uma das formas de manipular uma pesquisa. É necessário ficar atento às questões tendenciosas, bem como quem realiza e encomenda as pesquisas.

Pesquisa nova, quem encomendou?

Uma pesquisa foi registrada no TSE nessa terça-feira (04). Feita pela Alvo Consultoria, empresa de Belém, o questionário enfatiza a visão que os eleitores têm sobre a imagem do governador Antonio Denarium (PP). Mas o que intriga mesmo é: quem encomendou? A resposta é Wn Moreira, empresa sem dados cadastrados para contato, que tem como atividade principal “agência de notícias”. Já ouviu falar dela por aí? É, acho que não. Mas conforme apuração do Roraima em Tempo, os sócios são os mesmo donos do O Painel, que no ano passado já encomendou uma pesquisa fraudulenta.

 

Perguntas

  • Por que pesquisas suspeitas já começam a aparecer?
  • Vamos deixar informações falsos decidirem os rumos de Roraima mais uma vez?

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x