Aluguel da maternidade no 13 de Setembro custa quase R$ 12 milhões

Valor do aluguel da estrutura coberta por lona começou em cerca de R$ 10 milhões, mas a Sesau aumentou quase R$ 2 milhões com reajuste de 18%

Aluguel da maternidade no 13 de Setembro custa quase R$ 12 milhões
Estrutura é alvo constante de denúncias – Foto: Divulgação

Na surdina

O contrato de aluguel da estrutura improvisada da maternidade era de cerca de R$ 10 milhões em agosto do ano passado. Mas, silenciosamente, a Sesau foi lá e aumentou um ‘pouquinho’ o valor. Em setembro, o valor passou a ser de quase R$ 12 milhões. Isso mesmo. Tudo isso para as gestantes e os bebês ficarem mal acomodados embaixo daquela lona. Mas é muito dinheiro, hein? Daria até mesmo para construir uma nova maternidade. Com esse tanto de dinheiro daria para fazer uma maternidade de 1º mundo. Mas o que as pacientes têm, por enquanto é isso:

Vídeos mostram sujeira e precariedade na Maternidade Nossa Senhora de Nazareth, em Boa Vista
Imagens mostram situação da estrutura da maternidade – Foto: Reprodução
Cobertura da maternidade
Teto voou durante chuva da madrugada dessa segunda-feira (16) – Foto: Divulgação

Obra sem fim

Enquanto isso, a obra do prédio da maternidade segue sem previsão de ter um fim. Iniciada em 2020 pelo bloco das azaleias, a reforma já dura mais de dois anos. E vale lembrar que Denarium fez questão de ir lá na transferência das gestantes para a estrutura improvisada no 13 de Setembro somente para pousar para as fotos. Então ele disse que a maternidade funcionaria naquela situação apenas por cinco meses, enquanto finalizaria a obra. Obra essa que tem cerca de R$ 10 milhões de investimento. Mas ninguém vê nem fim da obra, nem esse dinheiro. E adivinha quem trouxe a verba? Ele mesmo: Mecias de Jesus.

Fantasma

Um morador entrou em contato com esta redação para falar sobre a construção da 2ª etapa do Instituto de Criminalística. Segundo ele, se trata de uma “obra fantasma”, uma vez que a ela tem o prazo de 240 dias para ser concluída e até hoje nada foi feito. O recurso para a obra é de emenda parlamentar do senador Mecias de Jesus. Ele divulgou em fevereiro que a construção já havia iniciado. Conforme o Sistema Eletrônico de Informações (SEI) do governo, a Secretaria de Infraestrutura (Secult) é responsável pela obra. A pasta abriu o processo para a licitação no dia 24 de junho de 2020 e o resultado do certame saiu em junho de 2021.

Perseguição

Uma pessoa, que não quis se identificar, procurou a redação para relatar perseguição dentro do governo. Ela contou que os bombeiros estão sendo ‘convocados’ para reuniões políticas. Mas depois recebem ameaças para evitar comentários sobre o assunto. Além disso, a pessoa também disse que no último dia permitido pela lei eleitoral, o comandante do CBM-RR fez uma série de nomeações. Todas publicadas por meio de boletim interno. Os bombeiros beneficiados devem prestar apoio à reeleição de Denarium.

Investigação

O MPRR vai investigar a construção de 4 casas de apoio da Polícia Militar em Uiramutã. Conforme o órgão, a obra esta parada há muitos anos. É importante averiguar o motivo pelo qual o governo nunca deu andamento nessa construção. Além disso, há também a investigação de um muro inexistente no quartel da PM no município. Parece que andou sumindo verba daí…

Nas barbas do TRE-RR

O período de conduta vedada devido o ano eleitoral iniciou faz tempo. Mas do dia 2 de julho para cá as proibições ficaram ainda mais rigorosas. No entanto, parece que Denarium se faz desentendido. Pois ele segue fazendo tudo como se não existissem leis para ele. Por exemplo, o Diário Oficial segue com um festival de nomeações. E mais que isso. Ontem mesmo ele anunciou a convocação de mais de 40 concursados da Educação. O que não é permitido pela lei. Mas antes, ele já havia convocado mais de 10 concursados da Sefaz. Tudo isso nas barbas do TRE-RR e do MP Eleitoral. Como se todos estivessem vendados para o que só ele faz.

Por que só agora?

Os concursados da Educação pedem a convocação desde o ano passado. Até protestos eles já realizaram. Inúmeros, inclusive. O Roraima em Tempo acompanhou vários. Uma das reclamações era de que o governador convocava centenas de servidores temporários, enquanto os do concurso ficavam só na esperança. Mas só agora Denarium resolveu convocá-los.

Perguntas:

  • Será que Denarium quer que a Justiça o proíba de fazer as convocações para depois dizer que só não fez porque a Justiça impediu?
  • O MP Eleitoral está acompanhando as irregularidades que Denarium vem cometendo?

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x