Com atraso de dois anos e custo de R$ 91 milhões, Denarium promete entregar maternidade no primeiro semestre de 2024

Denarium esteve em uma rádio local para falar sobre a reforma da maternidade, após a notícia de que quase 100 recém-nascidos morreram nas estruturas de lona que abrigam as pacientes durante o andamento da obra que se arrasta há anos

Com atraso de dois anos e custo de R$ 91 milhões, Denarium promete entregar maternidade no primeiro semestre de 2024
Estrutura é alvo constante de denúncias – Foto: Divulgação

Só promessa

Promessas e promessas, essa é a palavra que caracteriza a gestão de Antonio Denarium que, neste último sábado (10), esteve em uma rádio local para dar falar sobre a reforma Maternidade de Roraima, como se nada estivesse acontecendo. O governador cassado trata a situação da unidade com a maior tranquilidade, enquanto mães e bebês morrem todos os dias por falta de estrutura adequada na ‘maternidade de lona’, para onde as pacientes têm que ir enquanto a obra se arrasta há dois anos. Somente entre janeiro a julho deste ano, quase 100 recém-nascidos morreram no local, um dado preocupante. Na entrevista, Denarium prometeu entregar o Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth ainda no primeiro semestre de 2024. Vamos ver o que o futuro nos reserva.

Mais de R$ 90 milhões

Um levantamento feito pela reportagem do Roraima em Tempo em agosto deste ano mostrou que a reforma do Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth já custou cerca de R$ 91,3 milhões aos cofres públicos. Só com aluguel de estruturas para abrigar as pacientes durante o andamento da obra, o Estado já gastou R$ 38 milhões. Como se já não bastasse, o Governo perdeu quatro emendas que somavam cerca de R$ 17 milhões, pois a Secretaria de Saúde não cumpriu o prazo para liquidar a verba. Então, em julho deste ano, Denarium pediu à Assembleia Legislativa autorização para abertura de crédito especial no valor de R$ 15 milhões para conseguir terminar a reforma. No mesmo mês, a Sesau publicou uma dispensa de licitação de R$ 38,3 milhões para retomada da reforma.

Oitivas

O Tribunal de Justiça de Roraima (TJRR) retomou na manhã desta segunda-feira (11) as oitivas do Caso Romano dos Anjos. Os policias suspeitos de envolvimento no sequestro do jornalista serão ouvidos hoje no Fórum Criminal Ministro Evandro Lins e Silva. Devem prestar depoimentos os coronéis Granjeiro e Natanael Felipe, o major Vilson Araújo, os subtenentes Clóvis Romero e Nadson Nunes, o sargento Gregory Thomas, o soldado Thiago Teles e o ex-servidor da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), Luciano Benedicto.

Jalser também será ouvido

Além dos policiais, Jalser Renier também será ouvido pela Justiça de Roraima nesta segunda-feira (11). Ele é suspeito de mandar sequestrar o jornalista Romano dos Anjos. O ex-deputado está em prisão domiciliar desde agosto deste ano após se envolver em uma briga física com o deputado Jorge Everton em uma pizzaria. Renier também está está proibido de manter qualquer tipo de contato, interação ou fazer referência aos deputados Jorge Everton, ao presidente da Casa Legislativa, Soldado Sampaio (Republicanos), e demais testemunhas envolvidas no caso do sequestro do jornalista Romano dos Anjos. Além disso, ele deve manter distância de 300 metros das vítimas e de todas as testemunhas. Jalser até pediu a revogação das medidas cautelares, mas foi negado pela Justiça.

Medidas cautelares

Ao final das oitivas que aconteceram em agosto, as defesas dos policiais solicitaram a revogação do uso de tornozeleira eletrônica. Contudo, o juiz analisou e negou os pedidos. A maioria dos réus alegou boa conduta às medidas cautelares impostas. Por outro lado, não foi o que mostrou o relatório da Central de Monitoramento de Pessoas da Sejuc. Jalser Renier também pediu revogação das medidas cautelares, mas o desembargador Ricardo Oliveira também negou porque, segundo ele, os argumentos do ex-deputado não o convenceram.

 

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x