Depois de empréstimo de R$ 805 milhões, Denarium manda R$ 11 milhões para deputados e contrata show por R$ 550 mil

É literalmente uma farra com o dinheiro do povo

Depois de empréstimo de R$ 805 milhões, Denarium manda R$ 11 milhões para deputados e contrata show por R$ 550 mil
Governador Antonio Denarium durante Expoferr 2022 – Foto: Facebook

Suplementar

O governador Antonio Denarium enviou R$ 11 milhões em crédito suplementar para a Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR). Conforme a publicação no Diário Oficial do Estado (DOE), o dinheiro extra foi enviado porque há excesso de arrecadação. Isso mesmo depois de deputados alegarem queda na arrecadação do Estado para justificar o voto de aprovação do empréstimo de R$ 805,7 milhões. Cada tire suas próprias conclusões

Show

O Governo está contratando o show da dupla sertaneja César Menotti e Fabiano para Expoferr 2023 (Exposição Feira Agropecuária de Roraima). De acordo com documento acessado por esta redação, a apresentação dos cantores vai custar R$ 550 mil aos cofres públicos. Ou seja, mais de meio milhão. O valor, é quase duas vezes maior do que a Prefeitura de São Luiz, ao Sul de Roraima, pagou pelo mesmo show no ano passado na 24ª edição da vaquejada do município. Não parece um Governo que está em crise a ponto de fazer um empréstimo, não é?

Dois bilhões

Pouco antes das eleições do ano passado, o governador afirmava que as contas do Governo estavam em boas condições, tendo inclusive, R$ quase 2 bilhões em caixa. Contudo, esse dinheiro despareceu. Mas conforme uma fonte desta coluna, um dos motivos do empréstimo é para que os servidores não fiquem sem salários. Denarium pretende anular os empenhos das obras que já estão em andamento para botar na dotação dos empréstimos. Assim, o dinheiro destinado às obras ficaria disponível para a Folha de Pagamento. É uqe, pela Lei de Responsabilidade Fiscal, é proibido usar dinheiro de empréstimo para pagar Folha de Pagamento. Qual o nome que se dá a isso mesmo?

Dinheiro tem

A secretária de Saúde do Governo, Cecília Lorezon, revogou um pregão eletrônico para contratar empresa para implantar sistema na Saúde. Acontece que, o Tribunal de Contas do Estado de Roraima (TCE-RR) fez uma bela de uma fiscalização no processo e mandou cancelar. O motivo está relacionado ao valor da contratação que é de nada mais, nada menos que R$ 32 milhões.

Em vez de sistema, limpeza

No documento que a reportagem do Roraima em Tempo acessou, o servidor da Sesau que pediu para Cecília revogar a licitação disse que o ato deveria ocorrer de forma urgente. Isso porque há a necessidade da abertura de uma nova licitação, mas para contratação de empresa de limpeza das unidades de saúde do Estado. O que, conforme ele, é um serviço essencial para manutenção do bem-estar e segurança dos pacientes e profissionais de saúde.

Cancelou terceirização de R$ 430 milhões

Só lembrando que a Sesau também foi obrigada a cancelar o escandaloso processo para contratação de empresa para gerenciar o Hospital Geral de Roraima (HGR). O Governo queria terceirizar a gestão do hospital por R$ 430 milhões. O valor é quase a metade do orçamento total da Secretaria. Entretanto, o TCE-RR verificou uma série de irregularidades e mandou cancelar. Cecília queria fazer o processo passando por cima do Conselho Estadual de Saúde, das leis e do povo. Da mesma forma, ela queria fazer com este último, ao qual teve que cancelar.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x