Depois de falar que Yanomami são primitivos, Chico entra na terra indígena sem autorização

Chico Rodrigues não tem limites quando o assunto é se aproveitar da desgraça alheia para se promover

Depois de falar que Yanomami são primitivos, Chico entra na terra indígena sem autorização
Foto: Arquivo/Roraima em Tempo

Sem noção

Chico Rodrigues não tem limites quando o assunto é se aproveitar da desgraça alheia para se promover. Quem não lembra dele com o colete da Defesa Civil durante a enchente de 2011. Chico era vice-governador e passou todos os dias de calamidade aparecendo na mídia com o colete. E pouco fez pelas pessoas afetadas pelas chuvas e cheias dos rios. Estava mais preocupado com sua imagem na imprensa.

Do mesmo jeito

Agora Chico, como presidente da comissão que trata da situação dos Yanomami, tenta se promover de toda forma. Dessa forma, neste feriado de Carnaval, resolveu pegar um avião e foi apra a Terra Yanomami. Mas esqueceu que, para isso, tem que pedir autorização. Pois os Yanomami são organizados e têm suas próprias regras. As pessoas precisam de autorização para entrar em suas terras. Afinal, não é a casa da mão Joana como Chico pensa. E como resultado, os indígenas repudiaram a sua falta de respeito.

Primitivos?

A reação dos Yanomami, mostra mais uma vez que Chico estava errado quando 0s chamou de primitivos. Inclusive, os indígenas também repudiaram essa fala infeliz. Para um senador, Chico é um ótimo desconhecedor do povo o qual representa (ou devia representar). Mas enfim, depois de tanto trabalhar em prol do garimpo e de tanto incentivar  o avanço do garimpo ilegal nas terras indígenas, quem é que vai acreditar na boa intenção de Chico para com os Yanomami?

‘Sangue no olho’

O delegado da PF, Alexandre Saraiva, sempre criticou os senadores de Roraima. Mas ultimamente ele vem fazendo duras críticas ao governador Antonio Denarium. É que ele disse que Denarium reclamou das apreensões de madeira ilegal que ele fez quando atuava em Manaus. Saraiva não deixava passar carga sem procedência no porto da capital Amazonense. Assim, depois de muitas reclamações, o delegado foi transferido para o interior do Rio de Janeiro. Agora, com a explosão dos crimes ambientais em garimpos e a operação da PF da casa da irmão do governador, o delegado vem se manifestando constantemente sobre o assunto. Ele até disse que não é preciso ser um gênio para concluir que os crimes ambientais envolvendo madeira ilegal, garimpo ilegal e corrupção estão interligados.

Pediu explicações

Uma fonte desta coluna afirmou que o Ministério da Saúde pediu explicações ao Governo de Roraima sobre o grande número de mortes de bebês na maternidade. Outra fonte disse que em setembro de 2022, uma equipe do MS esteve em Roraima e implorou para falar com Cecília Lorezon sobre a alta taxa de mortalidade materna. Contudo, a secretária não a recebeu.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x