Depois de perder as verbas da reforma da maternidade, Governo também pode causar perda de verba do Hospital da Criança

Na tocada do “dinheiro tem, oque falta é gestão”, Denarium mantém uma péssima administração na Saúde estadual e ainda consegue respingar na Saúde municipal

Depois de perder as verbas da reforma da maternidade, Governo também pode causar perda de verba do Hospital da Criança
Antonio Denarium – Foto: Washington Costa/MDIC/Flickr

Perda de verbas

A imprensa divulgou amplamente no mês passado que o Governo de Roraima perdeu as emendas parlamentares de R$ 17 milhões para a reforma da Maternidade Nossa Senhora de Nazareth. Agora, o Governo também está contribuindo para que o Prefeitura de Boa Vista perca uma emenda parlamentar de R$ 5,2 milhões para ampliação do Hospital da Criança. É que o município precisa do terreno para a obra, mas o Estado está ocupando o espaço com a maternidade de lona. O problema é que a verba do Hospital da Criança vence em dezembro.

Preocupação

Preocupado com a situação, o vereador Bruno Perez relatou o caso para os parlamentares esta semana na tribuna da Câmara Municipal de Boa Vista. E realmente a situação é preocupante. Pois, com a construção do novo bloco administrativo do Hospital no terreno, a Secretaria Municipal de Saúde poderá ampliar os leitos no local onde atualmente funciona o setor Hospital da Criança. Enfim, o Governo não cuida da saúde estadual e ainda atrapalha a do município.

Reajuste

O servidores do Estado estão cobrando reposição salarial de 5,79%. Eles alegam que os servidores do Judiciário, do Legislativo, assim como dos órgãos independente como TCE-RR, MPRR e Defensoria já receberam esse reajuste. A recomposição salarial baseia-se no índice de inflação anual. Desse modo, os servidores estão pedindo o equivalente à inflação de 2022. além disso, eles sustentam que o reajuste já está previsto no Lei Orçamentária. No entanto, todos os órgãos do âmbito estadual já concederam e somente o Governo ainda não o fez.

Em ano de eleições

O governador Antonio Denarium passou os três primeiros anos de gestão sem ao menos falar sobre o assunto. Mas, ano ano eleitoral, ele concedeu o reajuste aos servidores de 11%. À época, o percentual recebeu críticas, pois as perdas salariais chegavam a 36%. É notório que o governador só concedeu o reajuste porque queria ganhar a eleição a todo custo. E não foi por falta de aviso, pois esta coluna mesmo questionou várias vezes o motivo pelo qual Denarium deixou para dar o reajuste somente às vésperas das eleições. Agora os servidores podem passar mais quatro anos amargando a falta de valorização.

Deputados silenciam

Outro ponto a se questionar é que os deputados não se manifestam sobre o assunto. Até o momento, nenhum deles questionou o Governo o motivo pelo qual tanto demora a enviar um PL para a ALE com a  proposta de reajuste anual. Mesmo que isso já esteja na lei orçamentária que os próprios parlamentares aprovaram em dezembro do ano passado. É como dizem: se já resolveram o deles, agora que se virem os outros!

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x