Diferente de 2018, campanha de Denarium investe pesado em agressividade este ano

Há alguém por trás da produção e divulgação de peças publicitárias extremamente agressivas contra a adversária de Denarium. E a Justiça Eleitoral está de olho

Diferente de 2018, campanha de Denarium investe pesado em agressividade este ano
Markinhos Show, marketeiro da campanha de Antonio Denarium – Foto: Reprodução/Facebook

Agressividade

A estratégia de campanha de Antonio Denarium este ano tem demonstrado pouco profissionalismo e muita agressividade. Primeiramente, ele não tem mostrado de forma eficiente as ações que fez na gestão. A divulgação segue do mesmo modo que esteve durante os três anos de gestão: ineficiente. Por outro lado, quando o quesito é agressividade, parece que a história já muda. A começar pelos vídeos que o invasor de terras Faradilson Mesquita publica nas redes sociais, única e exclusivamente com  intenção de atacar a adversária de Denarium. A Justiça Eleitoral até já o proibiu de divulgar dois desses vídeos.

Por trás?

Quem divulgou um desses vídeos foi o chefe da comunicação da campanha de Denarium, o Markinhos Show. E, da mesma forma, a Justiça o proibiu de divulgar a mídia. Pois ela tem conteúdo preconceituoso contra a comunidade LGBT e também contra pessoas religiosas. O marketeiro não se pronunciou profissionalmente sobre a decisão da Justiça. Mas em grupos de WhatsApp, ele fez comentários tão agressivos quanto o vídeo que divulgou. Atacou colegas de imprensa e veículo que repercutiu as informações da decisão do TRE-RR. E, para amenizar o puxão de orelha que levou da Justiça, disse que o TRE-RR o pediu “gentilmente” para não compartilhar mais o vídeo de Faradilson.

Zombou da Justiça

Em certa ocasião, o marketeiro de Denarium chegou a zombar da Justiça depois que o juiz Bruno Hermes Leal mandou suspender sua peça publicitária. No vídeo, o então pré-candidato ao Governo utilizou a os recursos públicos para se promover. O juiz mandou suspender. Mas depois, também em grupos de WhatsApp, o marketeiro brincou com a decisão. “Só que milhares de pessoas já tinham assistido. Ou seja, serviu para que o pedido de retirada do vídeo? KKKKK”. 

Agressividade

Fora esses vídeos de Fradilson, a campanha de reeleição de Denarium vem investindo em várias outras forma de atacar a adversária. O próprio Denarium compartilhou mídia de seus WhatsApp pessoal com fortes ataques e cheio de adjetivos para Teresa. Dessa forma, a Justiça também o proibiu de divulgar o vídeo agressivo. E por duas vezes. Até mesmo a irmã dele foi proibida fazer publicações com ataques à candidata. Ela também atacou o candidato ao Senado, Romero Jucá.

Pé na estrada

Ainda falando de metodologia de divulgação de campanha… Nessa quarta-feira (18) Edilson Damião, candidato a vice de Denarium, publicou uma arte com a frase “Pé na estrada”. No entanto, na imagem ele estava em um helicóptero. Nesse sentido, a arte pode explicar o porquê de ele Denarium divulgarem que as estradas estão boas. Pois, eles põem o pé na estrada é de helicóptero.

Impugnação

Um festival de pedido de impugnação de candidaturas está acontecendo no site do TRE-RR. Ao todo, quatro deputados estaduais tiveram pedido de impugnação de registro de candidatura. Entre eles está o deputado Renanzinho (Republicanos). Anteriormente, ele teve o mandato cassado. Conforme ação na justiça, o parlamentar comprou votos nas eleições de 2018.  Ele disse ser inocente e que vai provar isso. O Rede sustentabilidade foi quem solicitou o cancelamento do registro de Renan.

Perguntas:

  • Quem está por trás dos vídeos que Faradilson publica para atacar Teresa e Jucá?
  • O TRE-RR vai deixar passar as candidaturas de deputados cassados?
  • Por que a equipe de Denarium resolver fazer o marketing agressivo?

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x