Dizer que não recebeu notificação de órgãos é estratégia da Sesau para jogar mortes de bebês para baixo do tapete

Enquanto isso, Denarium faz festa de R$ 10 milhões no Parque Anauá e contrata empresa de eventos por R$ 7,5 milhões para a Sesau

Dizer que não recebeu notificação de órgãos é estratégia da Sesau para jogar mortes de bebês para baixo do tapete
Antonio Denarium e Cecília Lorezon – Foto: Reprodução/Facebook

Ouvidoria?

Se alguém não percebeu ainda, vai aqui uma explicação: A Sesau criou uma estratégia para engabelar as pessoas e a imprensa. Sempre que tem denúncia grave como a morte dos três bebês veiculada em toda a imprensa ontem (26), a Secretaria diz que verificou na Ouvidoria e não tem nenhum registro de reclamação. Pois bem. A secretária Cecília sabe que a população ainda não tem  o hábito de registrar denúncia na Ouvidoria. Muitas pessoas porque já sabem que não dá resultado nenhum. Outras porque não têm conhecimento da ferramenta. Muitas vezes aquela indígena que vem do interior distante para a Maternidade Nossa Senhora de Nazareth (maternidade de lona) nem imagina que pode ir até um setor reclamar de um mau atendimento.

Se prevalece

Assim, fica mais que claro que a secretária Cecília se prevalece do pouco conhecimento de algumas pessoas. Ela simplesmente dá uma desculpa e joga o problema para baixo do tapete. Cabe à imprensa divulgar tal prática, assim como as atrocidades que ocorrem na Sesau e aos órgãos fiscalizadores como Ministério Público do Estado e TCE e etc, tomarem as medidas cabíveis. E só para deixar claro: a Sesau usa a mesma estratégia quando diz que não recebeu nenhuma notificação de órgãos fiscalizadores sobre as moprtes dos bebês.

Três bebês morreram

E por falar em atrocidades, a notícia do dia desta quarta-feira (26) foi a morte de três bebês recém-nascidos por falta de hemodiálise na maternidade de lona. De acordo com denúncia que chegou a esta redação, a nova empresa que foi recentemente contratada para executar o serviço não teve tempo de treinar os profissionais. É que foi tudo de última hora. Desse modo, problemas sérios vem acontecendo e ainda podem acontecer. Mas voltando a falar dos bebês…. O óbito de dois pode ter ocorrido pela demora em realizar a hemodiálise. E o terceiro, a morte pode ter sido pelo mesmo motivo e também pelo uso inadequado de um cateter. Conforme a denúncia registrada no Ministério Público, CRM e na Comissão de Saúde da Assembleia, foi inserido um cateter para adulto no bebê. Todos os órgãos afirmaram que vão tomar as medidas cabíveis.

Quem acredita?

Soldado Sampaio, presidente da Assembleia e aliado numero 1 do governador Antonio Denarium, disse que determinou que a Comissão de Saúde acompanhe o caso e emita relatório que deverá ser apreciado pelo Plenário da Casa para adoção das providências necessárias. E quem é que acredita nisso? Quem já viu Sampaio tomar providência necessária com o descaso na maternidade de lona? Além disso, Sampaio tomou providência quando a imprensa divulgou as mortes de 28 bebês que ocorreram somente nos primeiros  37 dias de 2023? Sampaio já fez alguma coisa para que a Sesau tome providência com os ratos que aparecem na maternidade de lona e colocam em risco a vida de pacientes cirurgiadas? Claro que não, né?

Condenado

O Governo de Roraima foi condenado a pagar o valor de R$ 350 mil em indenização por condições de trabalho precárias em refeitório do Hospital Geral de Roraima. A ação iniciou em agosto de 2012. Um relatório feito pela Vigilância Sanitária verificou que as instalações da cozinha da unidade estavam em condições impróprias para uso.

Riscos

Além disso, os fiscais constataram os trabalhadores dividiam copos, não recebiam Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), não tinham armários individuais para guardar objetos pessoais, e nem armários para os EPIs. Ainda segundo o relatório, os funcionários não recebiam treinamento de proteção à saúde e nem quanto aos riscos existentes no ambiente de trabalho. O documento ressalta ainda que os equipamentos da cozinha do HGR estavam sujos, mas conservados e danificados. A fiação elétrica do local era visível, o teto apresentava infiltrações, entre outras irregularidades. Sobre isso Sampaio também nunca tomou providências necessárias.

Diárias

Para gastar o dinheiro público a vontade Sampaio é eficiente. A ALE-RR, por exemplo, já pagou cerca de R$ 651.339,40 a 22 dos 24 deputados estaduais só nos cinco primeiros meses deste ano. Os valores são referentes a viagens para “missões oficiais”. Quem lidera o ranking dos gastos é o deputado Soldado Sampaio, com o uso de mais de R$ 44 mil. Nos últimos meses, ele se deslocou para Manaus, Belém e Florianópolis. Também se beneficiaram das diárias os assessores especiais e consultores do presidente da Casa. Somente para acompanhar Sampaio em uma viagem de três dias para o Pará, um consultor recebeu em abril mais de R$ 11 mil. O sobrinho do governador, o deputado Lucas Souza também não ficou para trás. Ele aparece no terceiro lugar, tendo recebido R$ 37.972,44, ficando atrás somente de Marcinho Belota, com R$ 41.871,81.

Quórum

Quem acompanha as sessões parlamentares sabe que, na maioria das vezes, elas são encerradas mais cedo por falta de “quórum”. Ou seja, quando não há deputados o suficiente para votar as matérias. Nossos representantes do legislativo devem passar mais tempo viajando do que no Plenário da Casa aprovando propostas para favorecer a população. Prova disso é o alto gasto com diárias como demonstrado acima. Enfim, esses são os representantes do povo!

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x