Enquanto governo não entrega reforma da maternidade, gestantes enfrentam chuva embaixo de lona

O Estado que deveria cuidar e proteger é o mesmo que tira a dignidade da mulher e a deixa sem nenhuma opção no momento em que ela mais precisa

Enquanto governo não entrega reforma da maternidade, gestantes enfrentam chuva embaixo de lona
Parte do teto caiu na unidade durante chuvas- Foto: Reprodução

“Imagens assustadoras”

Teresa Surita, candidata ao Governo de Roraima se manifestou ainda na noite de ontem (1º) sobre as imagens da maternidade que circularam após as chuvas. Ela disse que as imagens são assustadoras. De acordo com Teresa, enquanto as obras da maternidade seguem lentas, o estado paga milhões por ano em aluguel de estrutura. E é verdade. Aqui mesmo nesta coluna já mostramos diversas vezes que o aluguel daquela estrutura custa R$ 12 milhões.

Foi avisado

Essa coluna já bateu nessa tecla inúmeras vezes. Mas parece que nenhuma autoridade toma uma atitude cabível. Aquela estrutura improvisada onde a maternidade funciona ficou tomada pela água da chuva dessa segunda-feira (1º). Vários vídeos circularam na internet. E mostraram assim a fragilidade do local. Denúncias e mais denúncias já chegaram por aqui. A redação fez o seu papel. E deu voz às grávidas e familiares delas. No entanto, a reforma do prédio da maternidade já dura mais de dois anos. E nada de conclusão.

Imagens da maternidade são de dá dó

As imagens que circulam na internet são de dá dó. As grávidas com seus pertences nas mãos em busca de um local para ficar. Enquanto isso, servidores lutavam para retirar a água de dentro da unidade. água escorrendo pelos corredores. Teto caindo. Um caos. E as gestantes sem um lugar digno para o nascimentos de seus filhos. Quantas chuvas precisarão para alguém fazer alguma coisa? Estão esperando uma tragédia?

Cinco meses de maternidade improvisada?

Vale lembrar que a reforma da maternidade iniciou em abril de 2020. E em junho de 2021, o próprio governador esteve na transferência das gestantes para a estrutura de lona. E fez questão de posar para as fotos. Dessa forma, na ocasião, ele afirmou que a situação duraria apenas cinco meses. E que cinco meses são esses? Como resultado, a situação já dura um ano de dois meses.

Silêncio

Além disso tudo, existe algo que incomoda a todos. O silêncio do governo. A dona Sesau não dá se quer uma satisfação para a população. Nunca deu uma previsão de conclusão da reforma da maternidade. A reforma já virou até caso de justiça. Mas nem assim o governo deu uma previsão. Qual o motivo de tanta demora? Quando as mulheres grávidas terão um local digno para trazerem seus filhos ao mundo?

Bloco E é igual ou pior que a maternidade

Outra unidade que também vive apresentando problema é o recém-inaugurado Bloco E do HGR. De que adiantou todo aquele discurso de ataque aos adversários políticos, se a unidade agora é mais um motivo de vergonha e denúncias? Antes mesmo de inaugurar, o forro de uma parte do bloco caiu. Logo depois, parte do teto caiu na parte externa. Além disso, imagens recebidas nessa segunda mostram o forro da unidade cheio de mofo. Enfim, mais de R$ 40 milhões e muita propaganda saindo pelo ralo. E o povo sofrendo.

Fake News de Damião

Por fim, outro caso de mentiras por parte do governo do estado é do pré-candidato a vice-governador de Denarium, o ex-secretário Edilson Damião (Republicanos). Ele afirmou em suas redes sociais que uma ação movida pelo vereador Bruno Perez (MDB) estaria impedindo o governo de recuperar estradas. Na realidade, a ação movida por Bruno, apenas pede a Defesa Civil gerencie os recursos enviados pelo governo aos municípios. Da mesma forma, pede que os prefeitos prestem contas dos valores recebidos. E em nenhum momento se opõe ao envio de verbas.

Perguntas:

  • Até quando as grávidas vão passar pela humilhação de terem seus filhos embaixo de lonas e tendas?
  • O MPRR vai tomar uma providência antes de acontecer um escândalo?
  • Por que o governo não dá uma previsão de conclusão da reforma da maternidade?

 

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x