Mais de meio milhão em locações para eventos…

Para que a Caer investiria mais de meio milhão de reais em locação de artigos para eventos?

Mais de meio milhão em locações para eventos…
Falta de água em Boa Vista vira meme e viraliza nas redes sociais – Foto: Arquivo/Roraima em Tempo

Águas e eventos

É no mínimo curioso a Caer querer investir mais de meio milhão de reais em aluguel de ornamentação, mesas, cadeiras, som, microfones, tendas, climatizadores entre outros itens. Para que seria toda essa estrutura?

Buracos

Falando nisso, será que a Caer já mandou tapar os buracos deixados nas ruas de Mucajaí? Depois de rogar à empresa pelos reparos, a população denunciou ao Ministério Público do Estado. Um proprietário de caminhão teve um grande prejuízo ao cair em um dos buracos deixados pela Companhia nas ruas da cidade.

Em Rorainópolis

A saúde, definitivamente, é o ponto mais fraco do governo de Denarium. Nessa terça-feira, o MPRR inspecionou o Hospital de Rorainópolis e, pra variar, encontrou a unidade sem médicos suficientes para atender à população. Embora haja uma decisão da Justiça desde março para enviar médicos para Rorainópolis, nada foi feito. A Sesau parece que não entendeu.

Crítica e multa

Por conta disso, a promotora Lara Von-Held criticou duramente o governador e disse que ele é inerte em relação à saúde. Disse ainda que Denarium “está mais preocupado com repercussões políticas de seus atos do que com a vida humana”. Em mais uma tentativa de fazer o governo solucionar a falta de médicos, o MPRR solicitou multa de R$ 100 mil e ainda pediu que o valor seja bloqueado.

Situação desumana

É desumana a situação de dezenas de gestantes na Maternidade do Governo. Elas denunciam diariamente ao Roraima em Tempo o sofrimento para ter suas crianças na unidade por falta de material para realização de cesárea. Falta compressa, falta fio cirúrgico, assim como falta capacidade de resolver o problema. Nesta sexta-feira (30), uma paciente nos relatou que foi informada, ainda na segunda-feira (26), que haveria 17 gestantes na fila para fazer o procedimento antes dela. A mulher vem sentindo contrações e recebendo medicamentos para indução do parto normal.

Mais fila

Assim também é a fila para as cirurgias eletivas. Cada dia só aumenta. É cada vez mais recorrente pacientes realizando rifas, bingos, vaquinha virtual e outros tipos de campanha de arrecadação de recursos financeiros para custear o procedimento que deveria ser ofertado gratuitamente pela Sesau. Tem pessoas que já guardam a cirurgia há mais de um ou dois anos.

Cestas e aglomerações

Enquanto isso, o Governo promove aglomerações no interior do Estado e na capital entregando cestas básicas. Fontes da coluna informaram que em cidades como Rorainópolis, por exemplo, chega a passar de mil pessoas reunidas pela Setrabes em quadras de escolas para receber as cestas. São idosos, grávidas e crianças que se sujeitam a correr o risco de contrair Covid-19 por um pouco de comida. É muita humilhação. E o coronavírus que lute!

 

Perguntas:

Precisa reunir tanta gente para entregar cesta? Essa é a única maneira de fazer isso?

Com tanto dinheiro, porquê a Sesau deixa faltar material para cesarianas?

Para que a Caer investiria mais de meio milhão de reais em locação de artigos para eventos?

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x