Morar Melhor: programa que abandona obras inacabadas em residências ganha prêmio

Morar Melhor O programa Morar Melhor do Governo ganhou um prêmio em Brasília nessa quinta-feira (8). Quem recebeu o prêmio foi Maria Dantas, presidente da Codesaima. Mas acontece que o Morar Melhor é alvo constante de denúncias. Pois o Governo inicia várias obras e abandona. Deixando assim, os moradores sem saberem o que fazer. Então […]

Morar Melhor: programa que abandona obras inacabadas em residências ganha prêmio
Codesaima iniciou obra e abandonou – Foto: Arquivo Pessoal

Morar Melhor

O programa Morar Melhor do Governo ganhou um prêmio em Brasília nessa quinta-feira (8). Quem recebeu o prêmio foi Maria Dantas, presidente da Codesaima. Mas acontece que o Morar Melhor é alvo constante de denúncias. Pois o Governo inicia várias obras e abandona. Deixando assim, os moradores sem saberem o que fazer. Então eles procuram a imprensa para denunciar.

Era uma casa muito engraçada…

Uma das denunciantes recebeu o banheiro sem porta, vaso sanitário, chuveiro, enfim, sem nada. Tinha apenas as paredes. Nem mesmo a cerâmica a Codesaima instalou. Outra denunciou que ficou apenas na promessa. Até mesmo a primeira-dama esteve na casa da mulher prometendo. Mas não cumpriu. Essas e outras pessoas só conseguiram a realização da obra depois de denunciar na imprensa.

Silêncio

Nenhum dos senadores ou deputados federais se manifestaram sobre a retirada de recursos das universidades federais em Roraima. O silêncio deles incomoda e mostra a falta de compromisso com os estudantes do estado. A UFRR e o IFRR precisam de verba para manter programas que são essenciais para o desenvolvimento das atividades. Mas enfim, como não é conveniente, ninguém se manifesta.

Investigada

A Secretaria de Educação vai pagar R$ 4,5 milhões para uma empresa investigada por suspeita de desvio de verba na Sesau. O Governo contratou a Haiplan Construções e Serviços Ltda., que presta serviços de limpeza e conservação predial, no ano passado. Contudo, ela foi uma das 13 empresas investigadas na CPI da Saúde, que também investigou 65 pessoas. Conforme as investigações, a empresa vendeu máscaras por R$ 53,50 para a Sesau durante a pandemia.

Empresa de São Paulo

E mais uma vez, uma empresa com sede em São Paulo ganhou processo licitatório no Governo de Roraima. Dessa vez, no valor de R$ 4.464.778,62 para realizar gerenciamento e abastecimento de veículos do Corpo de Bombeiros de Roraima (CBMRR). Com a nova contratação, a empresa de São Paulo já recebeu cerca de R$ 27 milhões em licitações no Governo de Roraima. Assim, ela já foi vencedora de licitações em processos de três pastas do Governo, sendo elas: Seadi, Seed e Sesau. Qual será a próxima?

 

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x