Para festa: R$ 11 milhões; para o HGR: comida com tapuru

Governador de Roraima vai gastar R$ 11,5 milhões somente na estrutura do São João do Anauá, enquanto pacientes recebem alimentação com larvas

Para festa: R$ 11 milhões; para o HGR: comida com tapuru
Foto: Arquivo pessoal

Larva na comida

Como se já não bastasse as longas filas de espera para cirurgias eletivas, demora para conseguir TFD, entre tantos outros problemas, pacientes e acompanhantes no Hospital Geral de Roraima as vezes também precisam lidar com comida de baixa qualidade. Nesse caso, um horror. Uma mulher, que preferiu não se identificar, relatou a esta redação que encontrou um tapuru na refeição que recebeu na unidade. Enviou até um vídeo que mostra o bicho na comida. Ela aproveitou para também criticar o atual cenário da Saúde de Roraima “Todas as unidades estão com problemas, mas o Hospital Geral de Roraima está uma decadência”, desabafou a denunciante.

Repercussão

A repercussão da notícia sobre o tapuru na comida está sendo enorme. E a maioria das pessoas cobram o Governo por uma saúde e educação de qualidade. Como por exemplo, no Instagram do Roraima em Tempo, a maioria dos comentários são de pessoas criticando um Governo que investe R$ 11 milhões em um arraial no Parque Anauá e não oferece o mínimo aos pacientes do HGR que é uma alimentação digna.

Lamaçal

Com a chegada do inverno amazônico, a situação de vicinais, que as vezes já não são tão boas, ficam ainda piores. Moradores do Cantá, enviaram nesta quarta-feira (12), vídeos à reportagem do Roraima em Tempo denunciando novamente a precariedade das estradas. Em um dos registros, é possível ver um micro-ônibus sendo rebocado por um trator após atolar em lama. Do mesmo modo, um carro, modelo gol, precisou também do reboque. Por conta disso, os moradores pedem uma solução urgente das autoridades. Nesse caso, do prefeito André Castro (Progressistas).

Esgoto entupido

Outro problema recorrente e que se intensifica no período de chuvas em Roraima são redes de esgoto entupidas. Dessa vez, aconteceu na rua José Sampaio, no bairro Senador Hélio Campos. Segundo a moradora Edinir Galdino, a água suja e contaminada invade as casas há pelo menos dois meses. E até agora a Caer não resolveu a situação.

Mau cheiro

Algo parecido também acontece na rua Expedito de Paula, no bairro Santa Luzia. Moradores já não suportam uma espécie de ‘esgoto a céu aberto’ que existe no local, pois o mau cheiro incomoda a todos que vivem nas proximidades. O idoso Antônio Gonçalves relatou que chegou a ir à Caer para tentar resolver o problema, mas nada foi feito.

Desabou

A precariedade de pontes em alguns interiores também não é novidade para ninguém. Imagens que mostram uma ponte desabando sob um igarapé com um carro em cima chamou a atenção dos internautas na última terça-feira (11). A situação ocorreu na vicinal Trairi, em Rorainópolis. O Governo do Estado, que é responsável pela ponte, disse que a empresa que presta serviços de manutenção de pontes no município iniciou a logística para levar madeira até os locais de trabalho e que a reconstrução deve ser concluída ainda esta semana.

Fonte: Da Redação

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x