Pesquisa Cipec aponta vitória de Jucá e Teresa eleita em 1º turno

Pesquisa ouviu 1.200 pessoas de forma presencial em todos os municípios de RR. Diferente de outras duas divulgadas anteriormente que só ouviram 800 pessoas e deixou 2 municípios de fora

Pesquisa Cipec aponta vitória de Jucá e Teresa eleita em 1º turno
Teresa Surita e Romero Jucá – Foto: Reprodução

Cipec

Nessa sexta-feira saiu o resultado da pesquisa do Cipec, o Centro Integrado de Pesquisa e Comunicação. Os dados apontam  uma possível vitória de Teresa Surita já em 1º turno. Romero Jucá também está na frente e deve ser eleito em Roraima. Teresa tem 53% e Jucá tem 44,1%. A diferença desta pesquisa para as outras está justamente na empresa que realizou. Além disso, o modo que foi feita. O Cipec ouviu 1.200 pessoas em todos os municípios de Roraima. E de forma presencial. Por outro lado, o IPEC/IBOPE ouviu em duas pesquisa apenas 800 pessoas e deixou 2 dos 15 municípios de fora. Além disso, não se sabe se a pesquisa ocorreu presencial ou por telefone.

Corrupção

O IPEC/IBOPE já tem um histórico de desconfiança que se estende ao longo dos anos. Na última eleição para a Prefeitura de Boa Vista, por exemplo, o IBOPE apontava Ottaci como o vencedor, Mas nas urnas, Arthur Henrique recebeu 85% dos votos. Em contrapartida, Ottaci ficou com apenas 15%. Uma verdadeira disparidade. Durante a campanha ainda teve um áudio de um político aqui de Roraima conversando com um dos sócios do IBOPE sobre a negociação de compra de pesquisa. Os roraimenses já não tinham confiança nas pesquisas do instituto. Depois disso então…

“Desistiu”

Inelegível por oito anos, o deputado federal Ottaci Nascimento (SD) “desistiu” de concorrer à reeleição. Ele publicou um vídeo para fazer o anúncio. Será que desistiu mesmo ou finalmente entendeu que ele não pode concorrer? Ele pediu o registro de candidatura ao TRE-RR no dia 12 de agosto, mas obviamente teve o pedido negado por estar inelegível. O Ministério Público Eleitoral foi quem entrou com o pedido de impugnação da candidatura do deputado. Ottaci foi denunciado pela distribuição de cestas básicas e brindes a eleitores antes do período eleitoral de 2020 começar quando foi candidato à Prefeitura de Boa Vista.

Também estão distribuindo cestas

Quem também está doidinho para ficar inelegível é o deputado federal Jhonathan de Jesus. O MP Eleitoral vai investigar Jhonatan, que é candidato à reeleição, bem como o seu pai, senador Mecias de Jesus, ambos Republicanos, por entrega de cestas básicas em Rorainópolis. A Justiça Eleitoral considera a prática como conduta vedada e abuso de poder político e a proíbe em ano de eleições. Para a investigação, o MPE considerou a importância de assegurar a igualdade de oportunidades entre os candidatos. É que, por se tratar de ano de eleições, candidatos não podem distribuir bens, valores ou benefícios.

Ofensivo

O senador Mecias de Jesus foi obrigado pela Justiça Eleitoral a suspender vídeo com conteúdo ofensivo contra o candidato ao Senado Federal, Romero Jucá (MDB). Mecias é aliado político dos candidatos Antonio Denarium e Hiran Gonçalves, ambos do PP, que devem estar gastando toda a criatividade e recursos para divulgar conteúdo ofensivo contra seus principais adversários. Desde o início da campanha, Denarium já recebeu 8 condenações com multa da Justiça Eleitoral por se promover com o dinheiro do Governo e atacar Teresa Surita (MDB). O candidato chegou a utilizar imagens de execução de animais, extraídas de de sites de outros estados para acusar a adversária.

Irregular

O senador Telmário Mota também foi pego “com a boca na botija” realizando propaganda irregular. A Justiça Eleitoral 0 multou em R$ 5 mil, pois durante um evento político realizado com apoiadores, usou uma bandeira gigantesca em diversos pontos de Boa Vista. Acarretando, assim, o vedado efeito visual de outdoor e divulgou em suas redes sociais. O juiz Marcelo Lima de Oliveira afirmou que a publicidade ultrapassou os limites legais, pois ao analisar as fotos enviadas pela coligação Roraima Muito Melhor, autora da ação, verificou que as bandeiras têm nítidas dimensões superior a 4m².

Cota parlamentar

O deputado federal Hiran Gonçalves (PP), que também é candidato ao Senado Federal, já utilizou cerca de R$ 400 mil do “cotão” em apenas oito meses. Conforme os dados da Transparência, os principais gastos de Hiran foram com publicidade, combustível e passagens aéreas. Ele já virou alvo de investigação da Polícia Federal por suspeita de desvio de verba da cota parlamentar. Conforme as apurações, Hiran e outros 28 parlamentares teriam utilizado empresas de publicidade para isso. Em junho, o deputado pediu para a ministra Rosa Weber arquivar o inquérito, mas em maio ela já havia estendido o prazo para a PF investigar mais o caso. Os policiais solicitaram os documentos que comprovam o uso do recurso com publicidade, mas os investigados não enviaram.

Salário de R$ 100 mil

O MP estadual vai investigar o ex-diretor do HGR, Anderson Dalla Benetta, protegido da primeira-dama, Simone Denarium, por acúmulo irregular de cargos na Sesau. O médico trabalha no HGR há cerca de 14 anos. Então, em junho de 2021, assumiu como diretor do HGR, indicado justamente por Simone. Somente em junho deste ao, Anderson chegou a receber mais de R$ 100 mil, conforme a Transparência do Governo. Anderson se envolveu em uma polêmica com o vereador, que também presta serviços no HGR, Dr. Ilderson. O parlamentar afirmou que Anderson acumulou três cargos e recebia gratificações indevidamente.

8 condenações

Antonio Denarium já tem 8 condenações eleitorais só neste ano. As irregularidades que ele cometeu são as mais diversas. Não se sabe em que ou em quem ele tanto se confia. Mas não há nada que o faça parar de fazer atos ilegais. Anteontem, por exemplo, o TRE-RR até aumentou o valor de uma multa de R$ 5 mil para R$ 1o mil porque mesmo proibido, ele voltou a compartilhar um vídeo para ofender Teresa.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x