Verdadeira calamidade em RR são as estradas no inverno

Essa calamidade se repete a cada inverno, mas o governador e os deputados não se esforçaram para fazer um decreto como foi com a Covid-19

Verdadeira calamidade em RR são as estradas no inverno
Condições de estradas impacta no escoamento da produção em Caracaraí – Foto: Roraima em Tempo

Verdadeira calamidade

As estradas de Roraima estão em verdadeiro estado de calamidade. Não dá nem para contar o número de fotos e vídeos de todos os lugares de Roraima que chegam à redação. Por conta disso, pessoas alunos deixam de ir à escola, idosos deixam de ir ao médico. Famílias ficam desabastecidas de alimentos por ficarem ilhadas. A situação é de verdadeiro sofrimento. Contudo, o Governo diz que a obrigação de arrumar estradas é das prefeituras.

Se desse voto…

Todos sabem que o governo não se esforça em patrulhar as vicinais do interior porque não dá muitos votos. O que dá voto é entregar cesta básica. Por isso que Denarium e os deputados foram contra tudo e todos para aprovar a renovação do decreto de calamidade por conta da Covid-19. Sem isso o governador não consegue comprar as cestas básicas que ele tanto usa para se promover neste ano de eleição. Até mesmo o TRE já determinou a retirada de várias publicações das redes sociais. O motivo? Em vez de divulgar a ação, as publicações divulgavam apenas Denarium. Só lembrando que ele disse que ia fazer política diferente de outros governadores.

Esperteza da Yonny

A deputada Yonny Pedroso  pediu para a Justiça parar o inquérito que a investiga pelo desvio de R$ 50 milhões do transporte escolar. Antes de mais nada, ela diz que a quebra de sigilo bancário foram feitas sem qualquer argumentação. No entanto, o pedido da parlamentar não passa de uma jogada para ganhar tempo, pois a qualquer momento ela pode ser presa novamente. O juiz, claro, não considerou as justificativas de Yonny e rejeitou o pedido.

Outro

Outro que pediu pra Justiça para as investigações foi o secretário da Sejuc, André Fernandes. Aquele que levou os presos para trabalharem em obra na sua casa. Da mesma forma que Yonny, ele tenta derrubar o inquérito contestando o trabalho dos investigadores. Ele contesta ainda a idoneidade das provas. Disse que são ilegais. Ah, ele também diz que o Tribunal não tem competência para julgá-lo, por ser secretário. O julgamento do pedido de André Fernandes está marcado para o dia 04 de abril.

Homenagem

O Bloco E do HGR recebe o nome do ex-governador de Roraima, José de Anchieta, idealizador do projeto, que junto com o ex-senador Romero Jucá, alocou os recursos para a obra. Desse modo, o irmão do já falecido Anchieta se manifestou nas redes sociais. Então ele esclareceu que a homenagem não é uma iniciativa do atual governador, e sim, de um PL da deputada Catarina Guerra.

Demora na entrega

Jancer de Anchieta criticou ainda a demora na entrega da obra e o não cumprimento da promessa de Denarium. É que, conforme ele, o governador prometeu entregar o Bloco E no primeiro ano de governo. Contudo, ele anunciou 10 previsões até chegar a data definitiva que é a de hoje, 11 de março. Vale ressaltar ainda que a obra está sendo entregue em ano de eleições.

Vidara de página?

O governador aplica mais um golpe na população. É que ele está dizendo que a inauguração do Bloco E vai virar a página da saúde de Roraima. Em parte faz sentido, porque ele está há três anos no governo e a saúde continua um caos. Precisa mesmo de uma boa gestão para virar essa página. Em contrapartida, o funcionamento do Bloco E não vira a página da saúde, porque não é só isso que falta para oferecer um atendimento digno à população pagadora de impostos. Vai continuar faltando médicos, enfermeiros, remédios, material cirúrgico, bem como aparelhos  para realização de exames. O resto é apenas marketing de enganação. O golpe está aí.

Perguntas:

  • Por que Denarium não decreta calamidade nas estradas? Só porque não dá pra comprar sem licitação?
  • O secretário André Fernandes vai lutar para derrubar o processo até quando?

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x