Yonny cria projeto de defesa da mulher, mas se cala quando ocorre ao seu redor

A deputada Yonny Pedroso apresentou projeto para combater a violência política contra a mulher, mas se calou no caso de Catarina Guerra

Yonny cria projeto de defesa da mulher, mas se cala quando ocorre ao seu redor
Yonny Pedroso – Foto: Reprodução/Facebook Yonny Pedroso

Yonny defende a mulher?

A deputada Yonny Pedroso apresentou um projeto para combater a violência política contra a mulher. Nesse sentido, ela disse que a mulher em diferentes esferas de atuação do setor público vem sofrendo violência que inibe o desempenho das funções. Em contrapartida, a deputada nunca se manifestou sobre a violência sofrida por Natassha Vasconcelos no sequestro do jornalista Romano dos Anjos. Apesar de Natasha ser servidora a Assembleia e de o suspeito de ser o mandante, Jalser Renier, também trabalhar lá. Yonny também não se manifestou quando Jalser agrediu a também deputada Catarina Guerra. Enfim, defesa da mulher só para ganhar voto da classe.

Frutuoso critica gestão na saúde

Na segunda foi comemorado o Dia do Médico e o vice-governador Frutuoso Lins fez duras críticas à gestão de Denarium na Secretaria de Saúde (Sesau). As considerações estão publicadas em um jornal regional. O vice citou, entre outras coisas, as duas operações da Polícia Federal para apurar suspeitas de desvios de verba na Secretaria. Disse ainda que no início do governo entregou um plano de recuperação da Saúde ao governador, que nunca o utilizou. A prova disso é a situação em que se encontram as unidades de saúde do Estado. Na semana passada, a redação recebeu uma denúncia de que o HGR suspendeu novamente as cirurgias eletivas.

CPI da Energia

As quedas de energia em Roraima voltaram a ser uma reclamação diária por parte de moradores do interior. Pessoas da mais diversas localidades têm entrado em contato para denunciar horas e horas sem energia. E o pior ainda é que elas relatam que não conseguem se quer uma explicação da Roraima Energia. Comunidades inteiras estão ficando mais de 10h sem energia e os relatos de aparelhos danificados são muitos. Mas até o momento a CPI da Energia não se manifestou sobre o assunto. O povo de Roraima, que fica no prejuízo, aguarda por respostas.

CPI da Saúde

Ainda falando em CPI, a da Saúde também ainda não rendeu resultado. O deputado Nilton Sindpol, assim como o vice-governador, também criticou o atendimento nas unidades de saúde do Governo que não consegue realizar um mutirão de cirurgias eletivas para acabar com a fila. Ele também falou dos “supersalários” denunciados pelo MPRR e publicado aqui no Roraima em Tempo. Nilton, apesar de elogiar o governador, cobrou a valorização de todos as categorias e não apenas dos médicos. Parece que só quer disfarçar.

Excesso de arrecadação

O Diário Oficial do Estado de ontem (18) está recheado de crédito suplementar. Para a Secretaria de Infraestrutura, por exemplo, o governador mandou mais R$ 9 milhões. A Seinf recebe crédito suplementar com frequência. Outro dia foram mais de R$ 50 milhões de crédito suplementar. Já a Secretaria de Educação recebeu R$ 13 milhões a mais nessa segunda-feira. Isso fora os outros vários milhões enviados diariamente para os outros órgãos. Isso tudo por excesso de arrecadação. Só não dá para entender porque na Sesau falta remédios, médicos, enfermeiros, assim como  anestesia, insumos e outros, se dinheiro tem…

Caiu

Depois de toda a confusão pela emissão da licença concedida ao empresário Victor Vilanova, Denarium exonerou o presidente da Femarh, Ionilson Sampaio. No lugar dele o governador nomeou Glicério Fernandes que já trabalha na Fundação desde o início do governo. Sampaio sai em meio à crise causada pelo empresário Victor Vilanova que chamou os ribeirinhos do Baixo Rio Branco de “vagabundos” por diversas vezes. Ele não aceitou as críticas dos ribeirinhos sobre a licença emitida pela Femarh para sua empresa. Em contrapartida, na semana passada, Ionilson e Glicério estiveram em uma das comunidades ribeirinhas, onde os moradores realizaram novo protesto e pediram o cancelamento da licença. Ionilson insiste em dizer que as denúncias daquele povo são “politiqueiras”. Desse modo, ele esquece que aquele povo merece respeito e não um empresário que vem de longe explorar as riquezas das terras deles e desrespeita-los como fez Vilanova.

Quando é para arrecadar

Quando é para arrecadar a gestão estadual tem competência, agilidade e muita inteligência. É o caso da Companhia de Águas e Esgotos de Roraima (Caer) que comprou 15 mil hidrômetros para que não falte o objeto medidor de consumo de água nas residências dos roraimenses. Assim, a Caer arrecada mais dinheiro para juntar com aqueles R$ 2 bilhões que o Governo tem nas contas do Estado. Se o Governo tivesse a mesma agilidade para fazer esse dinheiro arrecadado voltar para a população, Roraima seria bem diferente. Mas o que vê é falta de água diariamente e água com aspecto de lama saindo das torneiras dos pagadores de impostos.

Pedido de afastamento

O jornalista Yuri Carvalho protocolou na Assembleia o pedido de afastamento de Jalser Renier. Com esse, já são dois os pedidos oficializados naquela Casa. O pedido também começa a ser um apelo popular, pois pessoas já se mobilizam para fazer um abaixo-assinado para entregar na ALE-RR. Nesse sentido, falta apenas os deputados darem andamento no processo e prestar contas com a sociedade que, afinal, os sustenta.

Perguntas

– Quantas mais secretarias Denarium vai criar até as eleições de 2022?

– Com a corrida para o Palácio do Governo, o governador vai fazer festa para servidor, festa de Natal, assim como de Reveillon também?

– O que a Yonny diz sobre a agressão de Jalser à Catarina Guerra?

 

 

 

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x