Comerciante morre após ser esfaqueado durante assalto em Pacaraima

Testemunhas relataram à PMRR que os criminosos levaram garrafas de bebidas do bar de Djalma

Comerciante morre após ser esfaqueado durante assalto em Pacaraima
Comerciante morreu no HGR – Foto: Reprodução/Facebook

O comerciante Djalma Alves morreu após ser esfaqueado no bar do qual era proprietário. O crime ocorreu na madrugada desta quinta-feira (25) em Pacaraima, região Norte do estado.

De acordo com a Polícia Militar de Roraima (PMRR), ao atender à ocorrência, os policiais encontraram Djalma caído e com uma perfuração no peito. Conforme a PMRR, testemunhas relataram que presenciaram quando dois infratores atingiram a vítima.

Os criminosos levaram algumas garrafas de bebida do local. Os agentes prestaram socorro ao comerciante e o encaminharam para o Hospital Délio Tupinambá, localizado em Pacaraima.

Contudo, devido à gravidade do ferimento, o médico o encaminhou para o Hospital Geral de Roraima (HGR), em Boa Vista. Djalma recebeu atendimento, mas não resistiu e morreu ainda na madrugada de hoje.

Os militares realizaram buscas, no entanto ainda não conseguiram localizar os suspeitos. Em seguida, apresentaram o caso na Delegacia de Pacaraima.

Nas redes sociais, a Prefeitura de Pacaraima se manifestou sobre o ocorrido e lamentou a morte do comerciante. “Que Deus conforte todos para que possam enfrentar esta imensurável perda”.

Além disso, a Câmara de Vereadores do munícipio também se pronunciou e prestou condolências aos familiares e amigos de Djalma.

Insegurança

Com o crescimento populacional em Pacaraima devido ao fluxo imigratório, o número de furtos e roubo aumentaram. Em outubro deste ano, moradores do munícipio relataram ao Roraima em Tempo a insegurança causada pela falta de fiscalização.

Leia detalhes

À época, de acordo com o delegado da Polícia Civil, Francisco Araújo, a delegacia da cidade registrava por semana ao menos três casos de ocorrência de roubo, furto e violência contra a mulher.

O delegado atribuiu o problema à falta de equipes por tempo integral na fronteira. Conforme Araújo, alguns migrantes entram a pé na cidade, não apresentam antecedentes criminais, praticam os crimes e voltam para a Venezuela.

População desabrigada em Pacaraima

Em março de 2020, o Governo Federal proibiu o fluxo entre Brasil e Venezuela por conta da pandemia da Covid-19. Contudo, em julho deste ano, a União voltou a autorizar a entrada de refugiados venezuelanos através de Pacaraima.

De acordo com a Casa Civil, a decisão foi tomada para continuar o processo de interiorização dos imigrantes, já que o processo de regularização deixou de ser feito com o fechamento da fronteira.

Assim, o número de venezuelanos em busca de documentação aumentou na fronteira entre Pacaraima e Santa Elena de Uairén. Como resultado, houve um crescimento da população em situação de rua no município ao Norte de Roraima.

Conforme a Organização Internacional para as Migrações (OIM), só em agosto o números de desabrigados chegava a 4.015. Já em setembro, o crescimento foi de 5,2%, com 4.225 refugiados em situação de rua.

Fonte: Da Redação

Veja também

Comentários

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x